TOC TOC TOC ... quem bate??

Bom se fosse o frio! Dessa vez foi aquele sentimento mais chato, mais malvado, mais maligno que bateu a porta da minha vida ... aquele sentimento de .... depressão! Ela já bateu a sua porta?! Na minha ela já bateu, já entrou, saiu e ontem veio me visitar e insiste em não querer sair.

Já parei e pensei muitas vezes no “por que” dela ter vindo. Se for conversar com alguém, podem (e vão) me responder “mas você tem tudo!!”.Mas o que é “ter tudo”?!? Sei que se for comparar minha vida com a de outras pessoas, eu realmente tenho muita coisa, tenho saúde, uma família com saúde, cama e banho quentinho, comida, trabalho, plano de saúde, carro ... mas sabe quando você olha para isso e pensa “mas se eu for olhar isso eu me conformarei com tudo a minha volta”. Não quero me conformar, quero viver!

Minha história pode ser considerada “normal”, quem não deve ter na família alguém que engravidou solteira e passou apuros no início e deu a volta por cima. Mas daí voltamos ao “conformismo”.

Mas ontem me bateu aquela tristeza. Sabe por que? Porque hoje eu não vejo a minha (estou dizendo MINHA) vida tomar o rumo que eu gostaria, sonhei ou desejei. Tenho um marido que amo e escolhi, tenho uma filha que mesmo vindo antes da hora é minha paixão e sou louca por ela, tenho pais e uma irmã abençoados que cuidam muito de mim. Mas a tristeza veio mesmo assim!

Fui fazer aquela auto-analise. Orei muuito para Deus e pedi que Ele me revelasse aonde estava a minha dor. Acho que achei. Sabe quando você olha para toda a tua vida e pensa “aonde está o MEU momento”. Eu parei e olhei que eu não tenho o MEU momento, aquele momento em que você esquece do mundo e curte, ou que as outras pessoas façam por você.

Como assim?? Eu explico. Eu acordo cedo, faço meu toddão (leite com toddy), me arrumo, arrumo Sophia, trago ela para a escola (as vezes de táxi, as vezes papai Ramon nos traz) e vou pro trabalho. Trabalho no consultório odontológico da minha mãe fazendo tudo aquilo que a dentista não faz, desde atender o telefone até sugar as salivas alheias (eu sou aquela pessoa que os pacientes odeiam, que fica com aquele sugador sugando sua saliva). Hoje eu gosto de consultório, mas dizer que meu sonho era trabalhar aqui, longe disso! Se gostasse teria feito odontologia. Trabalho das 9h00 às 19h00. O Ramon me pega e vamos buscar Sophia na escola, as vezes ele tem que alterar a ordem porque a escola fecha as 19h00 e eu sairei mais tarde do que isso. Tem dias que vou para minha casa, outros vamos para a casa dos meus pais (eu já passei o dia todo com minha mãe e fico mais um pouco). Se vamos direto para casa faço janta ou lanche, tomo banho com Sophia e arrumo a casa; se vamos para casa dos meus pais, Sophia toma banho por lá e algumas vezes jantamos. Independente das rotas, Sophia só vai dormir lá pelas 23h15/23h30 e se o Ramon tem ensaio eu só tomo banho meia noite e durmo!

Alguém viu em algum momento eu dizer que faço alguma coisa para mim? NÂO! Aí está minha “tristeza”, eu não faço nada para mim, por mim! Meu momento meu é o blog, que o faço entre uma consulta e outra. Não tenho o prazer de estar em casa e parar e pensar sobre o que ver, ler, escrever.

Não estou reclamando. Longe disso. Estou desabafando! Semana passada foi meu aniversário. Não ganhei nenhum presente, MENTIRA, ganhei um presente maravilhoso de uma amiga ainda virtual dessa mommysfera que eu tanto amo e um mini kit de fondue de uma paciente da minha mãe. Mas posso afirmar que foi o melhor aniversário da minha vida! Não levei Sophia para escola, o Ramon também “matou” aula e fizemos uma festinha da minha mãe, com bolo e salgadinhos. Mas valeu, porque vi que um ano terminou e outro muito abençoado iria começar. Na sexta-feira fui no culto de libertação da minha igreja e foi benção de Deus! Amanheci sábado renovada. Arrumei toda a minha casa, mudei móveis de lugar, arrumei o quarto da Sophia, estava feliz! Domingo, foi festa julina e estava muuuito alegre. Mas daí veio a segunda, terça e ontem (olha só, comecei a escrever esse texto ontem mas nem tempo tive de concluir e postar, então aqui estamos na quinta-feira) e desabei.

Hoje, quinta-feira, acordei mais disposta, mas animadinha! Acho que começando a ver um pequeno feixe de luz no fim do túnel. Li uma vez uma frase que peguei para mim como lema “No final, tudo da certo. Se não deu, é porque não chegou ao final.”. E é isso aí ... vai dar tudo certo. Agora como, quando, onde, quem e porque (olha os resquícios da faculdade de jornalismo), aí está nas mãos de Deus.

Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia Nele, e Ele o fará.

Salmo 37:5   





Já participou do sorteio das etiquetas personalizadas Tikebum?! Então participe! Não precisa ser somente com o nome do frutinho, nem etiquetar material escolar. Vale para identificar objetos de/no trabalho também! Então acessa o link do sorteio http://monmaternite.blogspot.com/2011/07/vamos-etiquetar.html e participe! O passo-a-passo parece difícil, mas é super fácil ... espero você!!

19 comentários :

  1. Nao sei o que esta acontecendo mas a senhora depre tbm passou por aqui,hj que estou mais animada,odeio ficar assim!beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Marcella
    Sei bem como é se sentir sem tempo para cuidar da gente mesma... mas dei um chega para lá nisso e dei um jeito de me cuidar um pouco mais. Hoje em dia faço yoga, tomo meus banhos demorados (mesmo com a Gaby junto em sua banheira), passo cremes, vejos meus filmes, enfim, estou tentando encontrar mais tempo para mim. Cuidar da família é ótimo, mas se a gente não estiver bem, nada vai ficar bem também. Se cuida e manda essa deprê passear. Vai curtir sua cidade com sua família, é uma cidade muito linda e com muitas coisas para se fazer. Estou doida para levar minha família aí para conhecer. Deixa o frio diminuir... Beijos mil e fica bem.

    ResponderExcluir
  3. Marcella incrivel como já senti isso tudo que vc disse (não tenho a história igual a sua) mas os sentimentos são os mesmos ... parece que eu nem existo mais sabia TRISTE NÉ .... isto tudo as vezes esta martelando dentro de mim e as vezes passa, mas o fato é de que quem sou eu mesma ??? de que que eu gosto ??? o que eu quero fazer agora ??? as respostas se perderam no caminho e apesar do maridão lá de casa tb ser o melhor do mundo quando estou assim e passa algo bem tragico na tv ele repete mil vezes "é e tem gente que reclama da vida" ou seja nem colo e dengo eu não tenho mais .... espero que já já vc consiga se encontrar ou que esta angustia vá embora ....

    mil beijoss e que Deus cure todas estas feridas

    ResponderExcluir
  4. Má, parece que essa tal de depressão resolveu tomar conta de todo mundo...
    Tenho me sentido assim há mais ou menos 2 semanas... sem ânimo, refletindo sobre o que eu faço por mim e, ao contrário de você, ainda não consigo ver uma luz no fim do túnel... a única certeza de minha vida é meu filho!
    Mas eu não aguento mais esse negocio de trabalhar o dia todo, levar e buscar o filhote na escola, chegar em casa e lavar, arrumar, passar, dormir lá pra meia noite e o filhote ainda acordar durante a madrugada e começar o dia um caco, como se tivesse sido atropelada... e tem dias que mal consigo tomar um banho digno, me cuidar.... Cansada de fazer tudo pelos outros e nada pra mim... Marido não ajuda em nada... affffff...
    Como vc fiz aniversário mês passado e sabe o que eu ganhei? Uma torta da escolinha do Lucas, mesmo assim pq estava tendo a festa junina e no meio da festa houve um sorteio relâmpago, onde ciziam que quem fizesse niver naquela data ganharia um brinde. Pq se não fosse dessa forma nem uma torta eu teria ganhado.
    Estou longe da minha família, morrendo de saudade da minha mãe, sem amigos, há 6 anos em Brasília e não vejo minha vida ir pra frente!
    Desculpa amiga, você desabafa e eu venho e desabafo por cima...
    Agora, mudando de assunto, como nossa vida é parecida em certas coisas... Fazemos niver no mesmo mês, minha mãe tb é dentista e eu tb já trabalhei com ela fazendo as mesmas coisas que você!!!

    Ahhh... sobre seu comentário lá no blog, pois é... já vi o Lucas tirar sangue 3 vezes... é de doer o coração, mas só eu que consigo ficar com ele, pois o papai fica com mais medo que o filhote!

    Bjos...

    ResponderExcluir
  5. Marcella,

    Já passei por essa fase, acho que na verdade, toda mulher passa, isso é normal ´para nós mães, esposas, donas de casa e ainda trabalhadoras.
    Vai passar, tenha certeza.
    as, que tal uma tarde com as amigas num passeio sem marido e sem filho?
    Seria legal pra relaxar!!!

    bjo e to por aqui se precisar!!!

    Jana

    ResponderExcluir
  6. Menina, acho que este é o mal do século, estou acompanhando uma amiga em depressão, e sei como é complicado a sensação de vazio e de desesperança.
    Mas na nossa vida há tempo para todas as coisas, e muitos passam por estas fases escuras.
    Olha, apenas continue confiando em Deus, conversa bastante com Ele quando estiver sozinha, se prescisar chorar... chore !!
    Mas não perca as esperanças de que logo tudo vai passar!!!

    Se quiser conversar, me procure no blog e eu te passo o meu msn !!!!

    Nestas horas, conversar ajuda e muito !!!

    Abração !!!

    ResponderExcluir
  7. Amiga querida,
    Realmente precisamos de um momento a sós, já passei um bom tempo com essa deprê e as coisas começaram a melhorar quando coloquei limites nas pessoas e em mim. Tente de vez em quando mudar a rotina, será que se você for direto para sua casa, vcs não conseguem dormir mais cedo?? Assistir um filme...
    Mas vamos orar e isso vai passar, vou deixar um versículo para vc:
    Eclesiastes 7.8 diz que melhor é o fim das coisas do que o principio delas, mais adiante no versiculo 10 diz assim: nunca digas: por que foram os dias passados melhores do que estes? Porque nunca com sabedoria isso perguntarias.
    Como pessoas espirituais temos que tomar posse da palavra dita pelo Rei Salomão que melhor é fim das coisas do que o principio delas, ou seja, melhor é o que esta por vir na minha vida do que tudo aquilo que passou até o presente momento!
    Bjãoooooo, amo vcs!!!

    ResponderExcluir
  8. É assim mesmo.Quando nos tornamos mães passamos a pensar, olhar e viver nossa vida somente para os filhos.Mas é bom ter um tempinho para fazer as coisas que fazia antigamente, não só para se sentir bem, mas para dedicar um tempinho para nós mesmas.
    bjos

    ResponderExcluir
  9. Oi Má, a depressão não precisa nem ter um motivo... O sentimento não precisa de justificativa racional... Oração ajuda, o apoio da família e dos amigos, também sua própria reflexão ! Mas a depressão não vai ficar aí, tenho certeza! Amiga, vc vai sair dessa porque é uma mulher forte! Dê tempo ao tempo porque vc é muito nova! Ninguém tem a vida tranqüila com 24 anos! Vc está em um trabalho provisório , logo mudará! E na hora do almoço tem um tempo livre pra vc? Também trabalho o dia todo, só vejo o Henrique no almoço e à noite. Não tenho tempo livre para mim... Meu tempo livre é só pro Henrique. Amiga, tá difícil, mas vai melhorar! Força! Fica com Deus! Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi Má!
    Sei bem como é isso... Pelo menos de como acontece no momento comigo. Acabo ficando mais triste ainda comigo mesma por me sentir triste! Tudo que eu queria era não sentir isso, nao sentir esse stress que eu sinto! Mas como?Como se há mais de um ano e meio minha vida mudou completamente e eu não tive tempo de reorganizar ela e minhas ideias? Venho sonhando com um lugar confortável na minha mente para voltar a levar a vida com leveza! Mas está difícil! Os únicos momentos só meus, são lendo os blogs de outras pessoas, porque nem coragem de fazer um ainda não tive! Não é bobagem que estou "explodindo" de stress... que traz consigo a depressão... Estou esperando as coisas melhorarem e tentando me ajudar. Deus ocupa um lugar importantíssimo nessa missão. ;)
    Se cuida

    Beijão

    ResponderExcluir
  11. Oi querida
    Espero que tenha melhorado seu ânimo... manda noticias.
    Passa no blog que tem selinho para vc. Beijos mil

    ResponderExcluir
  12. Oii! Não fica assim não. Todo mundo passa por isso. hehe espero que melhore logo.
    beeijo

    http://2charming.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oieee! Espero que esteja melhor!!!!! Fique bem! Bjosss

    ResponderExcluir
  14. Amiga, tem selinhos para você!!! Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Marcella, primeiramente me desculpe a ausência... Estou voltando a trabalhar e numa correria danada, me adaptando a essa nova fase e quase sem tempo de ler osblogs que tanto amo!!! Em segundo lugar: não fique assim, quando viramos mães, nos esquecemos de nos mesmas, são tantas obrigações, tantas coisas para fazer, que a gente põe tudo em primeiro lugar e nos? Não tem nos... Mas mantenha a calma que isso passa, o tempo passa tão rápido, que temos que aproveitar cada segundinho dele e temos que tentar cuidar da gente também!!! Saltitante a sua mãe, muitas pessoas já perderam as suas... Aproveite o marido, o tempo a DEUS pertence, aproveite cada momento com a filhota, as horas e os dias voam, logo os filhos crescem e saem de casa... Um dia, vamos ter tempo apenas para nos mesmas... Mas, claro que você não pode se deixar de lado, va ao cabeleireiro e mude o visual, banhe a sua filha e depois passe um creme hidratante bem cheiroso... Prepare um chá quentinho antes de dormir... Namore o seu marido mesmo quando vocês estiverem cansados... Essas pequenas dicas já vão fazer você se sentir melhor... Eu fiz isso aqui em casa e já comecei a sentir as mudanças em meus sentimentos...
    Beijos e melhoras!!!
    Que Deus te abençoe...

    Lívia.

    ResponderExcluir
  16. Oi Má, cadê você?! Está muito sumida! Saudades, Telma. Beijao.

    ResponderExcluir
  17. Cadê você, menina?
    Tudo bem??
    Passei para desejar um feliz dia do amigo!!
    Mande notícias!

    ResponderExcluir
  18. Oiiii
    tudo bem?
    sumiu...
    espero que vcs estejam bem!
    bjs
    e feliz dia do amigo!

    ResponderExcluir
  19. amiga, cadê você?
    Sumiu... saudades dos seus posts... bjo

    ResponderExcluir

Copyright © 2013 Mamãe de Salto - Layout Personalizado por Giselle Carvalho