Eu consegui!!

Não foi nada fácil, e quem disse que seria! Mas posso assegurar que eu consegui! Alguém por acaso leu ou se lembra que eu falei AQUI sobre a minha “acumulação” em relação às roupas da Sophia?! Então ... assim que escrevi o texto confesso que me senti mais livre daquele sentimento que me prendia as roupas da princesa. Cada peça me fazia relembrar e reviver toda a história da minha gestação.

Quando cheguei em casa, fiquei muito mais incomodada com aquele monte de roupas paradas, ocupando espaço no armário, guardada em baú ou malas de viagem. Chegou o final de semana e eu resolvi me desapegar! Eu me determinei, decidi que seria firme e forte e comecei aquela limpeza. Peguei sacolas de lixo de 50L e fui ao encontro da história da moda infantil desses últimos dois anos.

Para evitar sofrimentos maiores, não fui olhando muito aquilo que estava pegando, eu sabia que se eu olhasse, logo que recordaria do momento da compra, conseqüentemente me lembraria de Sophia com a roupa e qual era a situação das nossas vidas e ... melhor continuar a colocar no saco e praticar o desapego!

E assim foi com um, dois, três ... seis sacos de lixo! UFA! Eu havia limpado e retirado todas as roupas que estavam nas gavetas do armário e das malas. Faltavam as roupas no baú ... as mais difíceis (na minha opinião), lá estão guardadas as roupas do primeiro mês! Decidi parar por ali.

Quando vi aquela montanha amarela, imediatamente convoquei o marido para que no dia seguinte (uma segunda-feira) levasse todas as aquelas sacolas para a nossa Igreja. Ele, como bom marido que é obvio que não levou no dia seguinte. Mas me deixou tranqüila quando jurou que levaria na terça-feira. Chegou a terça e logo cedo recomendei “Gorducho, você leva as roupas na Igreja hoje né?!” ... um balançar vertical com a cabeça sinalizava que sim. O dia passou, nem nos falamos. Quando ele veio me buscar no trabalho, adivinhem como foi o encontro ... “E aí, levou as roupas?!” ... “Oi Gorducha, tudo bem e com você!??! ......... ah é, as roupas! Então .... eu levei! E hoje era dia das mulheres da ‘Ação Social’ e na hora em que fui entregar, elas perguntaram o que era e eu disse que era roupa de criança, elas agradeceram e falaram que foi resposta de oração, porque ela não tinham nada para criança e nessa época de final de ano sempre precisam!!” ... alguém duvida que eu quase chorei!?! Fiquei tão, tão, tão feliz! Puxa vida!!

Passaram-se alguns dias e uma prima minha que se casará no próximo ano me ligou pedindo minha autorização para Sophia ser sua daminha no casamento ... pensei muito e decidi que ... claro que sim! Ficamos felizes e muito honrados. Mais alguns dias e durante um momento de oração com minha mãe senti no coração que deveria guardar aquilo que eu não havia doado, e que essas coisas já teriam um destino certo. Peguei o telefone, liguei para essa minha prima (ela tem a mesma idade da minha irmã, quase 30 anos, por isso não somos tão próximas, mas havia uma escala de roupas na família: minha irmã, ela e depois eu! Sempre foi assim quando pequenas) e falei “Gi, senti no meu coração que deveria te ligar. Estava doando algumas coisas da Sophia e hoje na oração senti que tudo o que ficou, desde roupa até o carrinho eu deveria guardar pois sinto que logo que você casar você vai engravidar e eu quero dar isso para você! ... não que eu esteja dizendo que você precisa de doação nem que não poderá comprar tudo novinho, mas eu quero colocar tudo isso a sua disposição!” ... ela ficou super emocionada e falou que o projeto é realmente engravidar logo e que o futuro marido dela comentou que acha um absurdo comprar tudo isso novo sendo que pode emprestar/ganhar de pessoas próximas. Opiniões a parte, eu sou de família que um ajuda o outro, necessitando ou não ... e vi nisso um propósito de Deus, resposta de oração.

Hoje, venho agradecer aquelas que comentaram e me deram força e coragem para “desacumular” e precisava vir e dizer: EU CONSEGUI!!!

Parte da prática do desapego! 



14 comentários :

  1. Tô precisando fazer isso, mas o problema nem é o apego e sim a preguiça;;;kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Ma que bom que conseguiu!!! Já fiz isso, antes de ganhar a Clata fiz uma limpa!
    Mas já tenho que fzer novamente!!! rs

    O melhor é saber que as suas coisas que vc guarda com tanto carinho vão ser uteis para outras pessoas.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Que bom! aqui em casa o renan quando ia perdendo eu ia logo dando para não fica assim mais confesso que tenho uns ainda guardado hehehehe...beijinhos

    ResponderExcluir
  4. É tão bom quando a gente ajuda os outros né? Eu me sinto super bem!
    Nesse quesito de roupas da Olívia, sou totalmente desencanada! hehe Eu tenho todas as roupinhas dela ainda, mas estão guardadas em 3 sacos de lixo de 100 (?!?!) litros lá no meu ático. Pretendo doar, mas ainda não doei por falta de tempo. Eu só guardei as roupas de lã que foram da minha irmã (ela tem hj 20 anos!!) e a saída da maternidade! O resto vou dar tudo!hehe

    ResponderExcluir
  5. NOssa eu sou assim, me apego muito a coisas materiais, mas logo penso que tem muito bebe precisando, enquanto eu fico acumulando ropinhas aqui, e logo me desfaço delas, ta certo que tem algumas que fico com dó de dá, pq são especiais, mas fora isso dou tudo pra quem precisa! Parabéns pela sua attitude!! ehe

    ResponderExcluir
  6. Querida, se eu te contar que estamos fazendo isso aqui em casa nessa semana você acredita? Ainda não tirei fotos, mas vou tirar também e escrever um pouco sobre esse dasapego tão difícil pra nós adultos e tão fácil pro Davi....

    bjocas

    ResponderExcluir
  7. Oieee,

    Eu sou super adepta d desapego! hehehe
    Durante o ano vou passando coisas q ficaram peqnas de um irmão pro outro e no fim do ano faço a limpa geral, todo ano faço isso, desde criança!
    E não é só com roupa não! É brinquedo, sapato, bijouteria, roupa de cama, toalha...tudoooo q não sei em 1 ano não guardo mais!!
    Fazer o bem alivia, faz a gente se sentir tão bem, né??
    Se eu disser q não guardei nada das crianças de bebe é mentira, escolhi peças especiais (saida de maternidade, batizado, primeiro natal e etc) e guardei, pra mostrar pra eles qdo crescerem e pra servir de herança aos meus netos! Sou louca?? hahaha
    Vixe, o coments ficou imenso! Desculpa! hehehe

    Bjos!

    Loreta
    @bagagemdemae
    www.bagagemdemae.com.br

    ResponderExcluir
  8. Parabéns pela iniciativa.O desapego lhe trará muita paz e o sentimento de ajudar o próximo é imcomparável.Ja havia falado sobre isso no blog e acho muito válido outras mamis divulgarem também.Super bjs,

    ResponderExcluir
  9. Sempre que separo as roupinhas da Lara, acho um motivo para guardar essa ou aquela. Mas no final das contas dou todas, porque se não quero guardar todas, e isso não dá né??? Guardo mesmo as mais importantes, e são poucas, perto do que eu achei conseguiria, tendo em vista a minha quase necessidade de lembranças materiais! hehehhee

    Pra isso, tiro fotos da Lara com cada roupinha dela. Nem que eu coloque só para tirar a foto. Dessa forma, terei sempre uma lembrança palpável! =D

    Beijo! E que bom que você finalmente conseguiu.

    ResponderExcluir
  10. Que bom que conseguiu Má! Esse desapego é necessário e importante. Mas como é difícil né???!!! Bjinhosssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  11. Ai amiga fiquei bem orgulhosa de você, de verdade!
    Parabéns pelo desapego e pela ajuda que você deu pra muita gente. Eu fiz de novo uma limpa no armário da Analu e preciso confessar que deu um aperto quando tirei uns sapatinhos-chuchus que ela nem usou.. Pé de criança não deveria crescer tão rápido, né? O da Analu parece que toma fermento... Hehehe

    Beijinhos
    Paty

    ResponderExcluir
  12. Ah, esqueci de dizer que tem selinho pra você lá no blog!!!

    Beijoooo

    ResponderExcluir
  13. Oi Marcella, descobri seu blog pelo da Paty, que aliás, tem o mesmo nome do meu. Adorei seu post! Minha mãe me ensinou desde cedo a não ter apego em bens materiais. Desde criança eu ajudava a tirar roupas e brinquedos que não usava mais pra dar pras crianças necessitadas. Até hoje eu faço isso, uma vez por mês eu gosto de dar uma revisada em tudo: meu, do meu marido, do Pedro e do Daniel, e sempre dou as coisas pra quem precisa. A sensação é ótima!
    Adorei seu blog, quando tiver um tempinho visite o meu!
    http://profissao-mamae.blogspot.com/
    Beijos!
    Fernanda

    ResponderExcluir
  14. Oiii Ma que saudade de vc...
    Viu so minha pequena que linda
    Ai ma preciso te escreve um e mail contando a superação e como esta as coisas aqui.
    Ai que bom que vc apareceu na minha vida na hora certa, devo muito a você, depois eu vo la escrever pra vc ta
    Um bj enorme a vcs

    ResponderExcluir

Copyright © 2013 Mamãe de Salto - Layout Personalizado por Giselle Carvalho