Retratação

Venho através deste fazer uma retratação sobre a postagem anterior “Vamos Polemizar!?!?”.

Acredito que tenha me alterado, em forma de palavras escritas, sobre minha maneira de pensar a respeito do acessório mochila-guia-coleira infantil. Embora este blog seja meu e tenho total liberdade de expressão nele, confesso que usei de palavras que possam ter ofendido aqueles que usam, aceitam e indicam o uso de tal acessório.

Quem sabe, a maneira em que me foi “apresentado” foi um tanto quando chocante, quem sabe muito maior do que o natural. Através de alguns comentários e textos publicados anteriormente ao meu em blogs de mesma temática – maternidade - pude compreender que a segurança e o bem estar estão acima de qualquer outra utilidade e necessidade.

Seja eu, Marcella Stelle, contra ou a favor do uso deste ou de qualquer outro acessório, isso realmente é uma decisão minha, e não posso julgar, condenar ou criticar quem se faz contrário a MINHA linha de pensamento.

Peço perdão aqueles que ofendi quando escrevi “Que me perdoem os mais “modernos” e que venham as pedra, mas mamães de plantão, eu preciso abrir meu coração ... Não façam isso com seus frutinhos! Não façam isso com vocês!”; fui imprudente em minhas palavras. Mais uma vez, perdão.

"Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas me convém”
1 Cor 6:12

Espero continuar a ter o respeito de todos que me lêem, seguem e visitam.

Qualquer dúvida, crítica ou sugestão, podem entrar em contato comigo pelos emails maternite@live.com OU monmaternite@monmaternite.com.

Conto com a sensibilidade de todos.
Atenciosamente,

Marcella Stelle em Mon Maternité
Curitiba, 07 de dezembro de 2011.


10 comentários :

  1. Oi querida!!
    primeiro parabens pela sua atitude de vir aqui e pedir desculpas a quem talvez vc tenha ofendido como vc mesma disse.Mas redito que vc nao fez nada demais,afinal essa é a sua opiniao ,o blog é seu e vc expoe aquilo que vc sente.

    Eu nao vejo nada demais em usar a mochila,mas cada um tem sua opiniao como em diversos outros temas....fique tranquila querida!!!
    Acredito que assim como eu,mtas mamaes amam seu blog...e nao vai ser por causa de uma opiniao,um ponto de vista seu...que nós vamos deixar d frequentar seu cantinho!

    um bjoooooooooo

    ResponderExcluir
  2. Que é isso menina, todas temos nossos momentos, e a linha do respeito muitas vezes é fina demais, e acabamos por ultrapassá-la. Só por essa sua atitude acho que mostrou sua boa índole e caráter.
    Por mim, nem precisava de desculpas, mas já que pediu, desculpas aceitas, rsrsrs.

    ResponderExcluir
  3. Ai... as vezes a gente escreve/fala coisas sem pensar...
    Eu comprei a mochila-coleira mas minha mãe não deixa usar de jeito nenhum.
    Só depois que recebei em casa que fiquei imaginando eu andando com a minha filha "encoleirada". Dá trabalho andar com uma criança que acaba de aprender a andar mas depois fiquei pensando q morro de preguiça da "falta de educação" da minha cachorra que não anda sem coleira... imagina se crio uma pessoa com essa limitação?!
    Estou vendendo a nossa mochila-coleira... de ursinho panda. Quem quiser passo pela metade do preço. bjos e até mais!

    ResponderExcluir
  4. Assino embaixo totalmente com o comentário da Thiara Costa,o blog é seu a opnião é sua,esse assunto realmente é polêmico,eu concordo totalmente com vc,eu não usaria no meu filho prefiro fazer o exercício da obediência,um não bem dito faz qualquer criança obedecer,o negocio é não desistir e deixá las a vontade correr,pular,brincar a vontade.bjos

    ResponderExcluir
  5. Oie Mar! Sabe, eu passei por mais ou menos isso no meu blog, quando toquei em um assunto polêmico e algumas pessoas me interpretaram mal. Concordo que o blog é seu e vc escreve o que quiser, mas achei muito bonito da sua parte vc se retratar. É aquela história "posso não concordar com o que vc fala, mas vou defender até o fim o sei direito de dizer."
    Com ctza todo mundo entenderá.
    Beijos
    MaH

    ResponderExcluir
  6. Gostei muito do seu post anterior, e não vejo porque pedir desculpas, embora entenda como somos vítimas de más interpretações o tempo todo pelo que falamos ou escrevemos. Mesmo assim, eu sinceramente, adoro uma polêmica 

    E por esses dias vi uma mãe usando essa tal coleira e shopping e me perguntei: “Qual o problema dela em segurar a mão do filho?”. Enquanto ela olhava a vitrine, ele estava em outro canto, sem qualquer tipo de contato. Pior, parecia a relação entre dono e objeto, que pertence, que não pode fugir, que não tem escolha, nem vida. O querer não se fazia presente naquela relação. Era nítida a obrigação de estar ali com ele e com ela. O afeto, o carinho e a aproximação não tinham espaço. Eram duas pessoas distantes, que não estavam vivenciando a mesma experiência. Não via ali mãe e filho. Havia um espaço muito maior que alguns centímetros separando os dois.

    Nem quero imaginar como seja o futuro desse tipo de relação tão limitada e vazia. Para contato, a tecnologia ainda não criou substitutos, mas criou armadilhas que facilitam o que muitas vezes é evidente, pois não é sem a coleira que esse tipo de relação desinteressada vai ser mais saudável. Esse tipo de tecnologia só sinaliza um comportamento adotado por um grupo de mulheres, que ainda desconhecem o poder de andar de mãos dadas com quem se ama.

    Bjos Ma! Parabéns pelo Blog.

    ResponderExcluir
  7. Tenho a coleira infantil e uso quando preciso, no entanto, respeito o seu modo de pensar e acredito que existem ocasiões para o uso da coleira.
    No meu caso eu uso apenas quando vou viajar de avião, para no momento de fazer o check in e colocar as malas na esteira (um momento em que não posso me dedicar exclusivamnte ao meu filho). Num momento desses, com um pouco de distração, a criança pode sair correndo ou ser puxada de mim... Aeroporto em São Paulo não é brincadeira, é muita gente e uma grande confusão... Aliás, quando uso a coleirinha, não deixo o meu filho livre para andar e vou freando o pequeno. Isso não! Ando de mão dada com ele, por isso a coleirinha fica imperceptível...
    Mas, cada um tem uma opinião sobre tudo nessa vida!!!

    Beijos!

    Lívia.

    ResponderExcluir
  8. Rsrsr... hoje que entrei na net, fiquei fora ontem e não vi nada.. mas li seu post anterior e não achei nada ofensivo ou que pudesse magoar alguém. Cada pessoa tem sua opinião sobre todos os assuntos e tendo um blog temos o direito de escrever sobre aquilo que queremos... e aí lê quem quer né? Concordo com vc sobre o uso da coleira, sempre ensinei a Gaby a andar de mãos dadas quando estamos em lugares cheios e já briguei feio com ela por sair de perto da gente no shopping... falei sobre pessoas que roubam crianças e tudo, para assustar mesmo, não é mentira então não vejo mal em falar. E quando estamos em lugares muito cheios e terei de fazer outras coisas ao mesmo tempo (tipo mercado ou 25 de março) coloco ela no carrinho do mercado ou tento ficar com ela no colo e agir como polvo e tem dado certo até aqui.
    Beijos mil

    ResponderExcluir
  9. Não sou contra nem a favor. Cada um sabe o que deve fazer para proteger seu filhos.
    As vezes a gente acaba falando demais mesmo.
    Outra coisa que gostaria de falar, sempre imaginei que as mães (no caso de blogs de gravidez) indicassem produtos que usam e testaram em seus filhos, produtos e lojas que a mãe indica por ter se utilizado (seja do produto ou do serviço).Claro que parcerias são boas, mas pensava que as parcerias vinham justamente pelo conhecimento.
    E vi que fez uma propaganda de sling mas no post diz que nunca slingou.
    Não entendi?

    ResponderExcluir
  10. Marcela, o blog é seu, as opiniões são suas, nem sempre todos vão concordar, mas parabéns pela atitude de vir se retratar, pois tem pessoas que pouco se importam se ofendem alguém. E sobre meu e-mail que você pediu lá no blog, é dregokariny@hotmail.com beijos

    ResponderExcluir

Copyright © 2013 Mamãe de Salto - Layout Personalizado por Giselle Carvalho