Eu consegui!!

Não foi nada fácil, e quem disse que seria! Mas posso assegurar que eu consegui! Alguém por acaso leu ou se lembra que eu falei AQUI sobre a minha “acumulação” em relação às roupas da Sophia?! Então ... assim que escrevi o texto confesso que me senti mais livre daquele sentimento que me prendia as roupas da princesa. Cada peça me fazia relembrar e reviver toda a história da minha gestação.

Quando cheguei em casa, fiquei muito mais incomodada com aquele monte de roupas paradas, ocupando espaço no armário, guardada em baú ou malas de viagem. Chegou o final de semana e eu resolvi me desapegar! Eu me determinei, decidi que seria firme e forte e comecei aquela limpeza. Peguei sacolas de lixo de 50L e fui ao encontro da história da moda infantil desses últimos dois anos.

Para evitar sofrimentos maiores, não fui olhando muito aquilo que estava pegando, eu sabia que se eu olhasse, logo que recordaria do momento da compra, conseqüentemente me lembraria de Sophia com a roupa e qual era a situação das nossas vidas e ... melhor continuar a colocar no saco e praticar o desapego!

E assim foi com um, dois, três ... seis sacos de lixo! UFA! Eu havia limpado e retirado todas as roupas que estavam nas gavetas do armário e das malas. Faltavam as roupas no baú ... as mais difíceis (na minha opinião), lá estão guardadas as roupas do primeiro mês! Decidi parar por ali.

Quando vi aquela montanha amarela, imediatamente convoquei o marido para que no dia seguinte (uma segunda-feira) levasse todas as aquelas sacolas para a nossa Igreja. Ele, como bom marido que é obvio que não levou no dia seguinte. Mas me deixou tranqüila quando jurou que levaria na terça-feira. Chegou a terça e logo cedo recomendei “Gorducho, você leva as roupas na Igreja hoje né?!” ... um balançar vertical com a cabeça sinalizava que sim. O dia passou, nem nos falamos. Quando ele veio me buscar no trabalho, adivinhem como foi o encontro ... “E aí, levou as roupas?!” ... “Oi Gorducha, tudo bem e com você!??! ......... ah é, as roupas! Então .... eu levei! E hoje era dia das mulheres da ‘Ação Social’ e na hora em que fui entregar, elas perguntaram o que era e eu disse que era roupa de criança, elas agradeceram e falaram que foi resposta de oração, porque ela não tinham nada para criança e nessa época de final de ano sempre precisam!!” ... alguém duvida que eu quase chorei!?! Fiquei tão, tão, tão feliz! Puxa vida!!

Passaram-se alguns dias e uma prima minha que se casará no próximo ano me ligou pedindo minha autorização para Sophia ser sua daminha no casamento ... pensei muito e decidi que ... claro que sim! Ficamos felizes e muito honrados. Mais alguns dias e durante um momento de oração com minha mãe senti no coração que deveria guardar aquilo que eu não havia doado, e que essas coisas já teriam um destino certo. Peguei o telefone, liguei para essa minha prima (ela tem a mesma idade da minha irmã, quase 30 anos, por isso não somos tão próximas, mas havia uma escala de roupas na família: minha irmã, ela e depois eu! Sempre foi assim quando pequenas) e falei “Gi, senti no meu coração que deveria te ligar. Estava doando algumas coisas da Sophia e hoje na oração senti que tudo o que ficou, desde roupa até o carrinho eu deveria guardar pois sinto que logo que você casar você vai engravidar e eu quero dar isso para você! ... não que eu esteja dizendo que você precisa de doação nem que não poderá comprar tudo novinho, mas eu quero colocar tudo isso a sua disposição!” ... ela ficou super emocionada e falou que o projeto é realmente engravidar logo e que o futuro marido dela comentou que acha um absurdo comprar tudo isso novo sendo que pode emprestar/ganhar de pessoas próximas. Opiniões a parte, eu sou de família que um ajuda o outro, necessitando ou não ... e vi nisso um propósito de Deus, resposta de oração.

Hoje, venho agradecer aquelas que comentaram e me deram força e coragem para “desacumular” e precisava vir e dizer: EU CONSEGUI!!!

Parte da prática do desapego! 



14 comentários :

Quem tem medo do Papai Noel?!

Eu sempre amei o Natal, assim como qualquer data comemorativa, mas não tem como negar que o Natal é muito especial: as luzes, a alegria, o verão, os dias de férias ... tudo junto e bem misturado trazem ao nosso lúdico aquela certeza e sensação de que coisas boas e maravilhosas virão.

Princesa Sophia nasceu em fevereiro, então, seu primeiro Natal foi com 10 meses. Pouco ela entendia, mas os brilhos das luzes já chamavam sua atenção. Em seu segundo Natal as coisas já melhoraram, mais ainda era uma bebê, então ainda não foi algo que mudasse a vida dela. Esse ano ela está suuper eufórica, tanto que precisei montar a árvore de Natal lá em casa no feriado de quinze de novembro!

Mas afinal ... o que é o Natal!??! Para muitos, o Natal é uma data para estar com a família e amigos queridos, reunidos, festejando e alegrando-se; Para outros, é o momento de festa, viagens, férias; Para as crianças, é receber todos (ou quase todos) os presentes desejados desde o aniversário e dia das crianças através da recompensa de terem se comportado bem e tirado boas notas na escola; Há ainda os descrentes que vêem o Natal como uma data consumista e desnecessária. Mas existem pessoas (como eu) que aprendem e entendem que o Natal é muito mais do que tudo isso junto: acreditamos que o Natal simboliza o nascimento daquele que nos dá vida: Jesus!

Embora todos nós saibamos que Jesus pode não ter realmente nascido em vinte e cinco de dezembro, mas para nós, Cristãos, essa data simboliza uma nova vida, uma vida de salvação.

Com o nascimento de Jesus, três reis magos vieram até ele e o presentearam com Ouro, Incenso e Mirra. Daí a origem da troca de presentes no Natal.

Mas e a árvore? E a figura do Papai Noel, suas renas e os duendes ajudantes? Bom, aí sim é tudo um grande apelo comercial que nos remete aqueles tempos tão puros e felizes da infância.

Dando uma pesquisada na internet, confesso que achei descrições parecidas e muitas me assustaram (não posso mentir), mas vamos simplesmente ater-se ao fato de que são imagens e símbolos não existentes no mundo Cristão, mas que fazem dessa data um encantos aos olhos infantis, OK!??!

É nítido que a cada ano, o Natal parece chegar mais cedo. Esse ano teve Papai Noel de shopping chegando dia 19/11. E desde então, Sophia adora uma visita ao shopping. Ela grita, vibra, já chegou até a ficar sem ar, tamanha a emoção. Mas quando chega próximo ao tal do Papai Noel, gruda no nosso colo e não há nada nem ninguém que faça ela se aproximar do “bom velinho” ... e mais, ela fala em alto e bom som “Não mamãe, a Sophia tem medo do Papai Noel!” ... mas eu me perguntou: POR QUE?!?!!

Descobri que Sophia não é a única! Um livro foi lançado no ano passado chamado “Quem tem medo do Papai Noel” e reúne mais de 250 fotos de crianças chorando ou com cara de espanto diante daquele senhor gorducho, com longas barbas brancas e roupa vermelha. Acredita-se que as crianças possuem esse mesmo “medo” tanto com Papai Noel como de palhaços, porque ambos estão mascarados, por isso, não reconhecem neles qualquer semelhança como pessoas próximas.

O fato é que a magia das luzes, o gigantismo das árvores e a recompensa por serem obediente aos pais e pessoas mais velhas através de presentes encantam cada vez mais esses frutinhos tão puros e amados. Essa época do ano é realmente deliciosa. A gente que é grande se surpreende com as decorações, imaginem eles!? O importante é passar valores de respeito e solidariedade, não se apegar ao consumismo e ao que podemos ganhar SE compramos até TAL valor no shopping. Precisamos manter o ano interno esse espírito francês de liberdade, fraternidade e igualdade, desejar estar perto daqueles que amamos 365 dias e celebrar diariamente através de palavras e ações o nascimento de Jesus nas nossas vidas.



Livro "Quem tem medo do Papai Noel?"


Para saber mais sobre o nascimento de Jesus, leia a Bíblia em Mateus 1 e 2.  


3 comentários :

Nova parceria que chega com sorteio!

Olá ... hoje tenho a honra, o prazer e o orgulho de apresentar mais uma marca que vem para acrescentar coisas maravilhosas no Mon Maternité, seja bem vinda Babyslings! Já conhecem a marca?! Ainda não... então eu vos apresento!

Somos uma pequena empresa formada por mulheres, formalizada em 2005, em Gramado - RS - Brasil.
Confeccionamos slings, fraldas de pano, kits berço, patchwork baby-solteiro-casal e confecção infantil em geral.
Trabalhamos com matéria prima nacional, mão de obra formalizada e priorizamos o comércio justo.



Gostaria de agradecer muitíssimo a querida Bettina pela confiança e credibilidade! E para firmarmos essa parceria tão abençoada, nada melhor do queeeeee .... SORTEIO!! Sim Sim amiguinhos!!

E sabe o que você poderá ganhar se participar!?!? Uma linda mochila à sua escolha! Então, que seja iniciado o sorteio Mon Maternité/Babyslings

Vamos as regras!

1* SER seguidor do blog Mon Maternité, lembrando que não precisa ser blogueira para seguir, basta ter conta no Yahoo, Google ou Twitter. Se ainda não é, não perca tempo, basta clicar no ícone “Participar deste site” na barra que fica aqui do ladinho direito do blog!!!

2* Visitar o site da Babyslings, olhar com muito amor e carinho todos os produtos, mas em especial as mochilas infantis *CLIQUE AQUI* e escolha qual delas você quer ganhar.

3* Preencher o formulário *CLIQUE AQUI*

4* Residir ou ter um endereço confiável aqui no nosso Brasil varonil!

E quem quer chance extra, como faz!? Fácil, extremamente fácil ... divulgar nas redes sociais!

Facebook
*Divulgando no teu perfil! Basta copiar o link do sorteio, cola na sua página, volta aqui no blog e cola no formulário o link do TEU perfil no FB;

Twitter
*Seguir o blog Mon Maternite;
*Seguir a Babyslings;
*Tuitar a frase “Eu quero uma mochila que o @MonMaternite está sorteando em parceria com a @Babyslings!”.

MEU DEUS, já estava esquecendo de dizer que o sorteio Mon Maternité/Babyslings começa hoje 25/11/2011 – sexta-feira – e vai atééé o dia 05/12/2011 – segunda-feira – ao meio dia! Tem que responder à todas as perguntas do formulário (exceto se você não quer chance extra), seguir todas as regras e no máximo três inscrições (normal, facebook e twitter). E todas as vezes que se inscrever deve desejar o mesmo modelo de mochila, OK!??! Quem descumprir alguma dessas regras, terá sua inscrição invalidada! E lembrando que o sorteio será feito a moda Mon Maternité ... qualquer dúvida, reclamação ou elogio, entrem em contato pelo email maternite@live.com OU monmaternite@monmaternite.com OU pelas redes sociais!

Desejo a todos muita boa sorte e ... que comecem as inscrições!

8 comentários :

O desenvolvimento escolar

Quando decidi que voltaria a trabalhar, Sophia tinha pouco mais de seis meses. Em hipótese alguma imaginei deixá-la com uma babá, não tenho nada contra, longe disso, mas não conheci nenhuma durante minha vida e, sair em busca de uma seria uma loucura. Uma possibilidade seria deixá-la com a vovó, mas esta é minha chefe e, com a vovó partena, queeeeer dizer, deixá-la com a naná nunca foi sequer sugerido.

ABRE ASPAS
Minha sogra, mãe do papai Ramon e teoricamente avó da Sophia nunca gostou da imagem de vovó, por isso, desde que sua primeira neta (hoje com 5/6 anos) nasceu, ela se auto nomeou naná. OK ... vamos em frente!
FECHA ASPAS

Então a melhor solução seria colocá-la numa escola. Creche pública além de super lotada e concorrida, sem desmerecer, não estava nos meus planos. Então ... fomos em busca da Escola Ideal para Sophia! Procurei escolas próximas do meu lugar de trabalho, depois valores. Dentro do perímetro estabelecido, era hora de observar ambiente, higiene, cuidado com os frutinhos, ambientes (sala de aula, parquinho, refeitório).

Um dia encontrei e me encantei. Sophia recebeu a escola muitíssimo bem e a escola só trouxe coisas boas para minha princesa. É claro que o pediatra é contra, é obvio que já pegou muitas gripes, uma conjuntivite bacteriana e os bobos dos verminhos da semana retrasada, mas é preciso confiar em Deus.

Com dois anos, Sophia está matriculada no maternal II. Eles tem um livro de atividades e um caderno de desenhos; quase todas as semanas ela traz para casa uma atividade e todos os dias na agenda vem um resumo do que foi trabalhado no dia. Eis que no semestre passado veio um bilhetinho na agenda informando da reunião de pais e professores sobre o boletim da Sophia. Sério ... não sabia se ria ou chorava. Rir pelo fato de que um bebê de dois anos já tinha boletim e chorar por ver meu bebê crescendo a tal ponto de estar na escola sendo avaliada.

Nós (eu e papai) chegamos na escola e realmente havia um boletim. Vários eram os itens em avaliação, todos referentes ao desenvolvimento da criança na escola. As notas eram classificadas em A = aproveitamento de nível excelente; B = aproveitamento de nível bom; C = processo em vias de desenvolvimento. Para completar minha surpresa, eis que dentre vários itens e muitas letras A, me deparo com duas letras B! Compartilhar brinquedos e Respeito aos limites estabelecidos (compreende e executa ordens simples). “COMO ASSIM???” A professora elogiou demais a Sophia, criança inteligente, sociável e delicada PORÉM quando está com algum brinquedo da salinha ou leva de casa ela NÃO queria emprestar e o outro ponto a ser cuidado era o fato de que na hora de sair do parque e ir para a sala de aula executar uma atividade, por exemplo, ela não queria. Quem sabe, alguém poderia vir e me dizer “Puxa, que maravilha! Tão pequena e já tem personalidade forte” ... OK, concordo, mas essa personalidade forte poderá no futuro se tornar uma menina mimada, mal educada e sem limites.

Os pontos foram muito bem cuidados, tanto na escola quanto em casa. Estávamos fazendo com que Sophia compartilhasse os brinquedos conosco e impondo alguns limites de aonde pode brincar, aonde pode fazer bagunça.

Hoje, 22/11, foi a nova entrega do boletim. Confesso que não dormi direito pensando no que estaria melhorado ou quem sabe, para meu desespero, piorado. Sophia já sabe muito bem o que significa NÃO e MEU e fala com autoridade em muitos momentos. Até que chegou a hora da reunião e com ela a entrega da “bomba”. Abri lentamente para que o baque fosse menor numa possível “chuva” de notas B e C. Para minha surpresa, felicidade e orgulho Sophia tirou A em todos os itens! VIVA!

Como é prazeroso, como mãe, reconhecer o desenvolvimento daquele frutinho que um dia mal sabia como se virar de um lado ao outro. Vê-la falando, formando frases, perguntando e exclamando é tão fantástico e maravilhoso. Não é fácil ver que meu bebê está crescendo e se tornando uma menininha maravilhosa.

Agora Jesus já pode avisar pro Papai Noel que o tem uma princesa em casa e que ele pode entregar o presente de Natal dia 25/12. VIVA!

O boletim da princesa ... 

12 comentários :

Resultado do sorteio

Vai dizer que esse presente não é para "grudar no pé"?!?!

  
Quando a Rozenlândia Baby entrou para o time do Mon Maternité e nos presenteou com um sorteio comemorando a parceria, fiquei muito feliz! Para mim é muito bom receber uma parceria, uma marca ou empresa que reconheço e vejo nela segurança e credibilidade. Quando essa parceria ainda me concede o privilégio de agradecer aqueles que me prestigiam com um sorteio, é super maravilhoso. E, graças a Deus com a Rozenlândia Baby não foi diferente!

Quando eles me sugeriram a Sock Ons/Meia no Pé como presente, não negarei que fiquei apreensiva e temia uma certa “desconfiança” por parte das mamães, mas graças a Deus todas receberam muito bem e acreditaram naquilo que estávamos sorteando.

Lembrando que o presente foi uma Sock Ons/Meia no Pé ... mas chega de enrolação e vamos ao que interessa porque o que todas as participantes querem é o famoso vídeo de resultado de sorteio no melhor estilo Mon Maternité. E quem ganhou foi a..........



Obrigada ... ao todo, 44 participações!




Parabéns! Agora eu entrarei em contato com a Rozenlândia Baby para que possamos confirmar se a regra de assinar a Newsletter da empresa foi cumprida. Caso esta não esteja de acordo, um novo sorteio será realizado.

Ah, falando em regras, gostaria de comunicar que precisei excluir algumas mamães do sorteio por não atenderem a um das exigências. Umas pecaram pela falta de divulgar o email no qual haviam assinado a Newsletter na Rozenlândia Baby, outras não se tornaram seguidoras do blog ou ainda se inscreveram quatro vezes. Por isso, peço desculpas, mas preciso ser leal com quem seguiu as regrinhas corretamente.

Desde já agradeço o carinho e atenção que tem com meu cantinho e reassumir o compromisso de estar sempre em busca de novidades para compartilhar com vocês! Uma boa noite e até o próximo sorteio ... TCHAAAAU!! 

6 comentários :

O valor das escolhas

Estava segunda-feira, véspera de feriado assistindo televisão em casa quando me deparo com um show da Amy Winehouse. Não sei aonde era o show, mas estava lotado. Não tinha como não fazer uma rápida comparação com o show da Kate Perry, por exemplo, no Rock in Rio. O show da Amy não tinha nenhum grande efeito especial, o cenário do palco era apenas uma espécie de lona que cobria todo o fundo com o nome dela, ela estava bêbada e os músicos, todos homens de terno, apenas faziam o seu trabalho: tocar e cantar. O show da Kate já tinha um grupo enorme de bailarinas e bailarinos, troca de roupas a cada duas ou três musicas e efeitos especiais até não caber mais no palco. Não critico nenhuma delas, pelo contrário, gosto de algumas musicas de ambas as cantoras, mas não tinha como não notar a diferença do público que as prestigiavam: um queria ver/sentir/ouvir a música, outro queria ver/sentir/ouvir o show. Amy colecionou inúmeros prêmios, incluindo vários Grammys; Kate foi indicada a vários categorias de várias competições e pouco ganhou. Amy faleceu no meio deste ano; Kate casou-se em segredo com um comediante no final do ano passado. Amy teve o apoio incondicional do pai em todos os seus problemas com drogas e álcool; Kate tem a reprovação total de seu pai pelos seus atos e suas letras de músicas. Qual dessas cantoras fez a melhor escolha?!

A vida já é feita de mudanças. Desde a concepção, da fecundação, vivemos em mudanças. Não podemos lutar contra isso, é da natureza, faz parte da vida! Todos os seres vivos sofrem mudança ... até uma pedra, uma rocha ao longo do tempo sofre mudança. Porque quando nos tornamos mãe não seria diferente. Acho que a maternidade é o período em que há maior mudança na vida da mulher. É chegado o momento de ver, rever e tentar prever coisas antes inimagináveis.

Dias atrás senti no coração que deveria mandar um email para uma amiga que, por inúmeros motivos, perdemos o contato e a amizade. Neste email, falei sobre mudança. Falei da importância da mudança de pensamento, estilo de vida, comportamento, até gosto, mas nunca devemos mudar nos princípios, nossos valores.

Temos vivido momentos difíceis na família. Aquilo que parecia uma base sólida, se ruiu em segundos e vimos nossas vidas mudar 180 graus todos os dias. Sabe o movimento da máquina de lavar roupa, vira para um lado, daí pra o outro e volta mais um pouco ... nossa vida está assim! Mas temos um principio a seguir: Deus!

A maternidade é um momento de mudança enorme. Na gravidez, o primeiro a mudar são os hormônios, o que leva um alteração de humor enorme. Depois vem a mudança corporal e de estilo de vida. O sono, a alimentação, os cuidados com a pele. Depois que o frutinho nasce, aí a mudança é mais abrangente e precisamos mudar até aqueles que estão a nossa volta. “Ou anda comigo ou fica para trás” era meu lema! Depois veio a rotina, a vida ... enfim ... até hoje me vejo mudando! Quer um exemplo bobinho: sempre fui daquelas que achava um absurdo filho colar adesivo no vidro do carro, isso para mim era falta de educação, falta de limite! Há um tempo Sophia ganhou uma cartela de adesivo na lembrancinha de uma festinha de aniversário na escola; abriu o pacotinho sozinha, tirou a figura do Shrek e colou no vidro! Bem torto, bem feio, mas ela estava super feliz! Depois eu mesma dei uma do Corinthians para ela colar no caderno e adivinhem aonde parou o símbolo do Timão?!? No meio da janela do vidro do carro! Tá horrível, mas ela fica feliz de ver o “Gol do Timão”.... mudei! Não que hoje eu goste, mas passei a ver o mundo menos pragmática, menos chata para algumas coisas e com mais atenção para outras, como horários e cuidados com alimentação, o tom de voz com que falo com as pessoas e pequenas palavras como “obrigada” “por favor” “desculpe” “com licença”.

Lembram-se quando falei AQUI do Opiniblog, a avaliação de dez blogs lá no querido Clube das mães e pais Blogueiros? Então, hoje saiu o resultado e confesso que no primeiro momento eu odiei! Recebi por email alguns dos comentários e, fiquei muito brava! Foram uns oito comentário que enviaram e dois falavam do layout, que era muito colorido. Como fiquei irritada. Chamei o Ramon e falei “Olha que absurdo ....quem criticaria meu layout, ele é tão lindo”, ele me olhou, e com muita delicadeza “sugeriu” que eu mudasse para ver como ficaria. Chamei minha mãe e ela falou que eu deveria mesmo mudar porque aquele fundo lilás cansava a vista de quem já tinha “mais idade”.... e eu fiquei mais brava ainda, mas mudei! E não é que gostei! Não é fácil se colocar a prova, como dificilmente tudo saíra como a gente quer, vemos as sugestões como criticas negativas! E para mudar, dói mais ainda! Mas muitas vezes é preciso, é para crescermos, amadurecemos. Eu escolhi querer mudar!

Espero que tenham gostado das  minhas escolhas de mudanças no blog, assim como as pequenas escolhas das mudanças que ao longo do tempo fomos fazendo: deixando de focar na vida, na linha do tempo da Sophia, para cada dia mais compartilhar o desenvolvimento da Sophia quanto filha, bebê, frutinho, princesa; da Marcella quanto mamãe, mulher, esposa, blogueira, profissional, dona de casa. 


Sobre a princesa Sophia e seus vermes feios e bobos que falei AQUI, graças a Deus ela já está ótima! Claro que perdeu muito peso e o apetite ainda não voltou a velha forma, os olhinhos ainda estão fundinhos, mas temos fé que essa semana, tudo voltará ao normal, 100%! Obrigada a cada comentário de preocupação e força, com certeza, foi um dos momentos mais difíceis da nossas vidas! Sophia sofreu demais, só queria ficar em casa, deitada e dormindo. 

AH ... já participaram do sorteio em parceria com a Rozenlândia Baby?! Ainda não, ainda tem tempo!! Será sorteado um par de Sock Ons/Meia no Pé! Acesse o link do sorteio e boa sorte!


AH 2 ... falando em mudança, a Bebêchila mudou a colação da linha Bebêchila Roots! Olhem que coisa mais linda!! Acessem o site da Bebêchila e adquiram a sua!! 


4 comentários :

Coisa de vó?

Alguém por algum acaso já viu uma propaganda assim: Um monte de criança brincando, pulando, se divertindo e, dentre o grupo existe um menino que fica quietinho, cabisbaixo, sem ânimo. Daí a mãe vem e conversa com um senhor de mais idade e fala “Não sei o que esse menino tem, não brinca, não come, só fica ‘amuado’”, daí o senhor com sua sabedoria fala “Isso é verme!” ... a mãe dá o remédio para vermes e em segundos aparecem imagens do menino subindo em árvore, nadando no rio, jogando futebol e marcando até gol! ...

Parece história de criança que mora em fazenda, sítio, láááá no interior ... mas posso assegurar que isso acontece nas melhores famílias e nas melhores cidades.

Ontem, quando fomos buscar princesa Sophia na escola, a professora me avisou que a última evacuação do dia tinha sido um pouco mais amolecida, mas o dia havia sido perfeito. OK. Entramos no carro e no caminho para nossa casa fizemos apenas um pitstop na panificadora. O trajeto da escola até em casa não foi maior do que trinta minutos. Quando faltavam duas/três quadras para chegarmos em casa Sophia começou a chorar no carro, alegando que o “bumbum estava coçando”. Achei muito estranho e uma super frescura. Como vovó estava no carro junto e, sabem como é vovó, dá atenção e valoriza cada palavrinha, Sophia chorou mais e mais. Em segundos parou. Chegamos em casa e ela foi direto para seu quarto brincar e, no meio do caminho, mais grito, mais choro com a mesma história “Que o bumbum estava coçando”, mas daquela vez ela se mexia muito estranho, como se algo estivesse dentro dela. O que era uma coceira passou a ser uma dor e Sophia pedia para passar “pomadinha” (no caso, Dermodex). Eu lavava seu bumbum, passava pomadinha e aliviava, mas não resolvia. Ela pediu para fazer coco e veio suuuper explosivo, ela chorou de dor e desculpem a sinceridade, suuuper mal cheiroso (olha que olfato de mãe é apurado e doutrinado).

Não hesitei e liguei para o pediatra. Ele me indicou dar banho, passar pomadinha e no caso de aumentar o incomodo, ele nos veria, mas que PROVAVELMENTE seria verme! Fiquei meio assim, mas vamos por partes! No banho ela pouco reclamou, mas não quis se sentar nem momento algum. Passei pomadinha, e o incomodo parecia ter acabado ... parecia! Até que ela não agüentou nem avisar e fez coco na calcinha. Além de se sentir péssima, Sophia chorava de dor ... mas era uma dor de aflição.

Liguei novamente para o pediatra e ele não atendeu (ai ai ai pediatra!). Resolvi ligar para uma tia minha que já passou bons bocados com o filho caçula (hoje com 24 anos) e entende muuuito de doenças e medicamentos. Mas Deus é perfeito e o genro dela, é médico pediatra (pena que ela não more em Curitiba) e me consultou por telefone e por todos os relatos deu o diagnostico: é verme! E esse verme tem nome, sobrenome e família: Oxiúro ou Enterobíase (Enterobius vermicularis) da classe Nemathelminthes! É um verme muuuito comum, pois é um verme de vida livre, e pode ser encontrado no pó presente sobre alguns brinquedos! A melhor maneira para prevenir é higiene básica (lavar sempre as mães, brinquedos, manter os ambiente limpos e arejados, manter unhas sempre cortadas, banho diário). Coisas simples ...

Sophia já foi devidamente medicada e já apresentou uma melhora significativa durante a noite. Pela manhã, a evacuação estava amolecida, mas até agora, aproximadamente 14h30 não apresentou nenhum sintoma de piora, a escola não me telefonou!

È um verme que geralmente “aparece” no verão, em função das altas temperaturas. Os sintomas mais comuns são coceiras na região anal e, conseqüentemente, irritabilidade. O exame para o diagnóstico é bastante simples, o médico colará uma espécie de fita adesiva na região anal e mandará para análise, pois os ovos do verme se depositam naquela região. Nas mulheres, o perigo é o verme “invadir” a vagina, o que pode resultar numa infecção urinária, corrimento.

A medicação é simples e bem baratinha.

Com o “bichinho na barriguinha”, Sophia começou a queixa-se depois de uma “dorzinha” na pança, foi aí que eu agradeci a Deus pela parceria com a maravilhosa Amora Aromas, que nos presenteou com uma almofadinha térmica. Fizemos uma compressinha com a almofadinha térmica que é super chuchu, delicada e com cheirinho delicioso, para aliviar a dor e, sem saber, já estava melhorando o quadro da Sophia porque com o aquecimento da “barriga”, o verme se desloca mais facilmente e “sai” mais rápido. VIVA a AMORA AROMAS!

Princesa Sophia "dodói" com sua almofadinha Amora Aromas

Obrigada AmoraAromas pela parceria e o presente que abençoou nossa vida!!



13 comentários :

Presentear a quem nos prestigia ... só com sorteio!

Num atual BOOM sobre o que é legal ou chato; certo ou errado; pode não pode nos blogs, eu continuo com meus princípios e ideais: quero crescer! E para isso, conto com a “ajuda” nas empresas e marcar parceiras. Hoje, tenho a honra de apresentar uma nova parceria que já chegou cheia de coisa boa! Apresento a vocês, a loja RozenlândiaBaby!

A Rozenlândia Baby é uma loja especializada em produtos para bebês e crianças na faixa etária entre 0 e 4 anos. Temos como conceito o atendimento personalizado e a busca constante pelos melhores produtos do mercado, com o objetivo de estabelecer uma relação de confiança com os nossos clientes.

A marca Rozenlândia Baby é um desdobramento da tradicional Rozenlândia Brinquedos que, com 47 anos de atuação no mercado carioca, credencia-se como especialista no varejo infantil.

Acompanhando a tendência de mercado de segmentos especializados e as necessidades dos clientes das nossas lojas, iniciamos nossa participação no varejo eletrônico.

Nossa estrutura é formada por quem mais entende de bebês: mães e especialistas de diversas áreas relacionadas à gestação e aos primeiros anos de vida da criança. A equipe de atendimento sabe tudo sobre nossos produtos e está sempre preparada para recebê-lo(a) com toda atenção e carinho, para ajudá-lo(a) a fazer uma compra que atenda de verdade as suas necessidades.

Tudo na Rozenlândia Baby é feito especialmente para você!

E a Rozenlândia Baby tem uma loja virtual muito completa! Vale a pena conhecer as novidades!

E para celebrar essa parceria, a Rozenlândia nos concedeu um mimo muito gostoso para que o Mon Maternité sorteasse entre os seguidores. Tenho certeza que vai “grudar no seu pé”! Imaginem a situação: Você é mamãe de um bebê lindo, cheiroso e maravilhoso! Você tem vontade de apertar, beijar e até morder algumas partes daquele corpinho tão perfeitinho. Você brinca, pega, NÃO joga pro alto e vira e mexe aquela meia tão fofinha saí do pezinho mais gostoso do mundo. Você beija, aperta e mordisca, recoloca a meia e ... ela saí novamente daqueles pezinhos macios e delicados. Isso é uma, duas, três ... dez vezes! Arrrrrr, que raiva! Então com Mon Maternité e Rozenlândia Baby SEUS PROBLEMAS ACABARAM!!! É dada a largada para o sorteio:

Mon Maternité e Rozenlândia Baby Sock Ons/Meia no Pé!!!  

Ownnn.... que delícia!!!

Essa Sock Ons/Meia no Pé pode ser sua!!!


Sock Ons/Meia no Pé é um detalhe que faz A diferença no dia-a-dia dos bebês. Quem não chegou a se irritar com aqueles pezinhos que não param e, com isso, tiram as meias em segundos!?!? Com Sock Ons/Meia no Pé, a meia fica segura e os pezinhos delicados dos frutinhos quentinhos e confortáveis!

Então, seja dada a largada para esse sorteio fofucho!

Vamos as regras?!?!

1*** SER seguidor do blog Mon Maternité!! [não precisa ter blog para ser seguidor. basta ter conta no Google (gmail, orkut) Twitter ou Yahoo];

2*** Morar ou ter endereço de alguém de confiança para receber seu presente!;

3*** Assinar o NEWSLETTER da Rozenlândia Baby clicando aqui!!;

4*** Responder o formulário clicando aqui!!

5*** Chance extra?!? Divulga o sorteio do Mon Maternité no seu Facebook e volta aqui fazendo outra inscrição para ganhar chance em dobro!


6*** Curta a página da Rozenlândia Baby no Facebook clicando aqui!!


Quer deixar a gente feliz!?!? Curta nossa Fan Page no Facebook clicando aqui!!!

O sorteio terá início hoje, segunda-feira 07/11/2011 e encerará na segunda-feira, 21/11/2011 ao meio dia! O sorteio será feito a moda Mon Maternité! Tem dado certo, nunca tivemos problemas nem nenhum tipo de desconfiança! Qualquer dúvida quanto a veracidade e honestidade do sorteio, pode entrar em contato pelo email maternite@live.com.

Ah, antes que eu me esqueça, a Sock Ons/Meia no Pé é na cor branca, para agradar a todos os frutinhos e é indicada para bebês de 06-12 meses! Podem participar mamães, papais, grávidos e grávidas; vovós, vovôs, titios e titias ....

Obrigada Rozenlândia Baby pela oportunidade e confiança! Obrigada a aqueles que me seguem, visitam e lêem e .... BOA SORTE!!!



Obrigada Rozenlândia Baby pela confiança!






5 comentários :

Firework

do Google


Quando assumi a responsabilidade de criar um blog, assumi um compromisso de lealdade, fidelidade, sinceridade. Não aceito erro, falsidade, mentira, enganação. Tenho por princípio, tratar aqueles que resolvem me visitar, ler e seguir, com respeito e muita consideração. Aqui é meu trabalho, um vínculo que pode ser comparado à um casamento ou mesmo a maternidade.

Já desabafei, já chorei, já tive vontade de “chutar o balde”. Mas é preciso vir aqui também e louvar a Deus e agradecer as vitórias que Ele tem dado a minha vida, graças a esse cantinho que muito amo.

Pensei quase a noite inteira em como vir aqui e escrever, transcrever tudo aquilo que passa na minha mente e no meu coração. Sabe quando você tem a sensação que vai explodir de felicidade ... sou eu hoje! Graças a Deus!

Na verdade, toda essa semana tem sido muito importante e especial na MINHA vida! Tentarei ser breve na explicação, mas é importante para que o final seja entendido.

Enquanto namorada do Ramon, tudo eram flores! Íamos sempre a bons restaurantes, sempre íamos ao cinema e ganhava bons presentes. Ele trocava de carro todo o ano, e o equipava com rodas e som. Tudo sempre com muito glamour. Ele tinha casa própria, um sobrado muito bom. Além de possuir uma renda fixa muito boa, fazia faculdade particular. Quando engravidamos, pensei que a vida continuaria da mesma maneira, sem sofrer nenhuma “baixa” no nível de vida. Me enganei. Fui do 100 ao 0 em poucas semanas. Não tínhamos dinheiro para nada. Todas as coisas relacionadas a mim e a Sophia eram meus pais quem davam. Ele sustentava a casa e a comida necessária. Tudo além disso era luxo. O principal motivo que me fez voltar a trabalhar foi ter um dinheirinho e, ou mesmo, não me sentir “um peso” para minha mãe.

Assim foram por dois anos e oito meses. Até que há duas/três semanas a coisa ficou tão péssima que não tínhamos dinheiro para comprar leite! Precisei chorar, me humilhar e pedir emprestado a minha mãe. Estava no fundo do posso, sem força para respirar. Mas é preciso olhar para o céu e confiar em Deus. E foi isso que eu fiz.

No início de maio deste ano, colocamos um imóvel do Ramon a venda para termos um dinheiro reserva, para o caso de alguma necessidade. Imaginávamos que no dia das mães já estaríamos com esse dinheiro e que eu poderia ganhar um presente. O dia das mães passou, dia dos namorados, aniversário, dia dos pais, dia das crianças e o dinheiro NÃO saía! Tudo o que banco, cartório, imobiliária, podiam pedir, foi pedido. Já estamos perdendo as esperanças de vender esse imóvel quando sexta-feira retrasada, 21/10 finalmente assinamos os papéis efetivando a venda. OH Glória a Deus! Era um suspiro ... e dos grandes!

Chorei, chorei, chorei e chorei! Olhava aquele cheque e chorava! Era o primeiro passo da minha conquista, da minha liberdade! Até depositar e o cheque cair na conta e termos um dinheirinho foram mais uma semana. E uma semana depois, dia 28/10 fomos dar o segundo passo, transformar o apartamento em que moramos (que amo por sinal) em “lar doce lar”. Fomos ver móveis, comprar quadros, comprar persiana (há UM ANO nossas janelas eram cobertas com lençóis) ... até televisão à cabo a gente assinou!

Enfim, Deus honrou cada lágrima por mim derramada! Hoje, sem nenhum luxo ou glamour, posso dizer que estamos em paz, de espírito e financeira.

E as bênçãos não pararam por aí! Semana passada estreou minha coluna no Guia Mamãe Maravilha, “Entre Mães”; essa semana estréie o quadro “Blogografia” do Clube das mães e pais Blogueiros; o grupo dediscussão “Mon Maternité” foi lançado na rede social Facebook; ontem foi divulgada a nova lista de mamães colunistas do Tutti Mami, e eu fui selecionada e para fechar a semana com glórias, acabou de sair um textinho sobre o Mon Maternité no blog Empreendedorismo Materno! Quer maior benção do que isso!? Obrigada Senhor Deus, obrigada família, obrigada Sophia princesa da minha vida, obrigada amigas leitoras-seguidoras que confiam e participam comigo dessa vitória!


11 comentários :

Interativos X Educativos






Minha infância não foi das maaaais abastecidas de brinquedos. Tive apenas uma boneca, quatro Barbie, um jogo de tabuleiro. Precisei inventar muito, e graças a Deus, minha imaginação era muito fértil, fazia do nada uma brincadeira cheia de aventuras. Não precisava de nada nem de ninguém.

Sophia com 2 anos e quase 9 meses tem mais brinquedo do que eu tive durante toda a minha vida. Só nesse último dia das crianças bastava para ganhar essa “competição”, e olha que eu pedi para não darmos muitas coisas, mas vai falar isso para a vovó!

Sophia deve ter umas seis bonecas, daquelas tipo “Meu Bebê”, e nunca havia demonstrado qualquer tipo de interesse pelo brinquedo, não até semana passada, quando ela encontrou uma boneca super moderna e cheia de acessórios que uma prima minha deu à ela no início do ano. 

Estou aqui como mãe, mãe consciente que descobriu um mundo a parte depois da maternidade. Mães, pais, tios, tias, vovós, vovôs, madrinhas, padrinhos e afins ... NÃO comprem essa boneca!

Meu objetivo era filmar a boneca em ação, mas além de doente, minha princesa Sophia achou que a boneca estava suja e decidiu dar uma banho bem quentinho e, de hipocondríaca, a boneca saiu do banho nova versão “Chucky, Brinquedo Assassino”.

A boneca é doente, e vem cheia de acessórios, como remédio, colher, termômetro e uma caixinha com lencinho. Até aí tudo bem, que bonitinha! Quando a colher do remédio é aproximada a sua boquinha ela fala ... e fala a seguinte frase “Não, não, não ... eca, é ruim!” ... OI?!?! HÃ?!?! O QUE VOCÊ FALOU?!?! Sim .... a boneca fala a seguinte frase quando aproximamos a colher com “remédio” “Não, não, não, não mesmo, é ruim!”

Ou seja, a bonequinha linda e delicada incentiva as nossas princesinhas (isento os meninos porque não acredito que eles brinquem com essa bonequinha xuxu) a RECUSAREM a tomar remédios para melhorarem quando infelizmente ficam doentinhas!

Dei uma investigada na internet no valor dessa “amiguinha” das nossa princesas e ela custa em torno de R$150,00!

Não sou de reclamar, nem de criticar ... mas precisava vir aqui e falar isso! Acho extremamente preocupante nós, mães e pais zelosos, oferecermos um brinquedo a nossos frutinhos que vai contra aquilo que pregamos.

Que tal começarmos, em alguns momentos, a optar por aqueles brinquedos de madeira, mais lúdicos, mais educativos que, em geral, custam tão pouco (ou bem menos que 150 reais) e que, nos auxiliam com o desenvolvimento e progresso dos nossos filhos. Não estou levantando bandeira de “Abaixo Brinquedos com Pilha” ou “Acabe o consumismo”, não, longe de mim! Só gostaria de mostrar que nem sempre o interativo é tão melhor que o educativo! Um quebra-cabeça, por exemplo, simples e modesto, com certeza desenvolve milhões de vezes mais do que uma boneca que se mostra contrária a ação de tomar um remédio para sarar de uma enfermidade!

#ficaadica









4 comentários :

Copyright © 2013 Mamãe de Salto - Layout Personalizado por Giselle Carvalho