As conquistas de um ano!

O ano de 2011 foi marcado por muitas coisas na minha vida. Algumas coisas boas, outras não tão boas assim ... mas tenho certeza que fizeram a diferença no meu crescimento.

Se eu pudesse definir o ano em uma palavra, com certeza seria amadurecimento! Precisei amadurecer como mulher, filha, esposa, irmã, amiga ... mãe! Sophia está numa idade em que ela precisa totalmente de uma referencia, um espelho, um exemplo. Não basta apenas ensinar e educar, é preciso servir como modelo para que ela saiba o melhor caminho. Nesse sentido, precisei aprender, na prática que eu deveria ir atrás de um exemplo para que, da mesma maneira, pudesse servir de exemplo para minha filha. Foi aí que busquei conhecer intimamente alguém chamado Jesus!

Dizer que conheço tudo Dele é difícil, e preciso confessar que em muitos momentos eu acabei O deixando de lado, porque é mais “fácil” achar que sozinhos conseguimos muito mais do que quando pedimos para Ele um socorro, mas é preciso admitir que com Ele tudo fica mais fácil e rápido.

Passamos apertos financeiros aqui em casa, nossa saúde, graças a Deus esteve manteve-se sempre firme e forte, mas alguns “problemas” de convivência e diferença de pensamentos chegaram até nosso casamento. Foi aí que precisamos nos unir e pedir uma ajuda mais que psicológica, uma ajuda espiritual que mudou nosso viver. Foi por acharmos que nosso problema era dinheiro que nos achegamos a Ele ... ai que engano!

Pudemos nos conhecer melhor, eu e papai Ramon e tivemos momentos muito difíceis mas grandes bênçãos também nos foram dadas. Um ano que, com certeza, soubemos o que significa estar sem dinheiro para nada! Foram meses chegando a contar moedas para comprar comida. Não foi nenhum pouco fácil. Mas Deus, aquele que a gente conheceu beeeeem intimamente ao longo desse ano foi fiel e nos presenteou com muitas bênçãos nesse final de 2011.

Hoje, posso dizer que ganhei meus presentes de Natal! Sim, aqueles que a gente pede na listinha do “Papai Noel”.... ganhei um celular e um notebook que tanto desejei, emagreci suados e desejados 13 quilos, o que me rendeu um guarda-roupa novo, cheio de peças lindas e fresquinhas e, para fechar com chave de ouro, um carro zerinho! Siiiiim, eu ganhei meu primeiro carro!

Esse ano de 2011 foi também o ano em que nasceu meu filho “virtual” que, graças a Deus me rendeu muitas alegrias reais! Nasceu o Mon Maternité, que me presenteou com amigas, aprendizados, histórias e muitas coisas maravilhosas! A semana de cartas ao Papai Noel Mon Maternité foi a prova de que conquistei um lugar na blogosfera materna! Hoje, posso dizer que a internet e seu mundo virtual me apresentaram maravilhas e muitas bênçãos!

Desejo a todos aqueles que nos visitam, seguem, comentam e participam dos sorteios, um ano muito abençoado. Que o espírito de Deus esteja sempre presente na vida de vocês e da sua família. Que seus frutinhos possam viver um ano cheio de novidades, desenvolvimentos e novas fase. Que na vida profissional, tenham um crescimento saudável e maravilhoso. Que nos relacionamentos, tenhamos amor acima de tudo.

Eu prometo que o Mon Maternité estará cada dia melhor e cheio de novidades em 2012! 

Obrigada a todos pelo carinho. E que em 2012 possamos continuar a compartilhar, aprender e ensinar a benção da maternidade!




OBS .... desculpem a falta de participação, resposta em e-mails ou agradecimentos nas redes sociais, mas estou no interior do estado do Paraná onde a comunicação via internet está super complicada! Espero em breve poder voltar a blogar com força total!!!


6 comentários :

Carta ao Papai Noel Mon Maternité XV

Todo final de ano, começo a relembrar e reviver os altos e baixos dos últimos 365 dias vividos. As coisas boas e ruins que aconteceram; o que devo repetir ou exterminar; o que foi legal ou chato. Agora, relembrar as dificuldades com certeza é algo que dói muito, mas ao mesmo tempo, nos faz pensar aonde “erramos” o que não temos que mudar para que não voltemos a passar por momentos difíceis.

A cartinha de hoje foi enviada pela Gabriela mamãe da Kemilly e, com certeza, não foi a toa que deixamos para o final. Sua história de superação é emocionante!



Querido papai noel vou me apresentar,me chamo Gabriela tenho 16 anos moro em Araraquara sp sou mamãe da Kemilly vou contar pra voce como foi meu ano e o que desejo pro ano que vem.

Este ano ultrapassei muitas barreiras, muitas lutas para que tudo de bom acontecesse, sempre quis contar pra alguém minhas lutas pois enfrentei muitas coisas sozinhas como quando engravidei foi uma coisa muito boa porque eu queria mas quando completei 3 meses de gravidez infelizmente o Moabe foi preso e assim ficou por 7 meses, quando ele foi solto a Kemilly estava com 11 dias.

Muita negação naum da minha família mas sim de outras pessoas  preconceito mas se eu quis porque me julga?

Neste meu 2012 quero que tudo de bom de certo tanto pra mim como pra todas as mamães do mundo, espero tbm que Deus providencie uma casa pra minha família que agente continue se amando e tenha muito amor pra dar pra Kemilly.

É isso Papai Noel adorei escrever pro senhor.

Beijos nosso's.
Atenciosamente:


Gaby, Moabe e Kemilly.

Mamãe Gabriela, sua princesa Kemilly e seu marido Moabe! FAMÍLIA!


Alguém discorda que é na adversidade de crescemos? O ano de 2011 não deve ter sido muito fácil para todas nós! Nossos frutinhos ainda se desenvolvendo e necessitando de toda a nossa atenção e dedicação! Minha Sophia já fará três anos e ainda me bato para honrar o título de “mamãe”!

Será que teremos mais cartinhas esse ano!?? Vamos conferir amanhã! 

2 comentários :

Carta ao Papai Noel Mon Maternité XIV


Quando o Mon Maternité “nasceu”, passei muito tempo com comentários e leituras apenas da minha mãe. Aos poucos alguns anônimos foram comentando e, graças a Deus, nenhum comentário maldoso. Aos poucos foram aparecendo algumas mamães blogueiras me seguindo e com ela, uma mamãe muito querida e sempre presente a cada nova postagem! Até que um dia eu recebi um email e, daquele dia em diante, nunca mais paramos de nos falar, embora eu seja uma amiga beeem relapsa e demore para responder aos e-mails dessa mamãe blogueira amiga!

A gente não se conhece pessoalmente, mas nossa amizade é tão real e verdadeira que pudemos juntas passar alguns momentos difíceis e, posso falar com autoridade, muitas coisas boas foram trocadas (por email) em primeira mão. Hoje, a cartinha que leremos é da minha irmã em Cristo Camila, mamãe da princesa Eloise (siiim, a Camila mãe da Elo, que ganhou o sorteio do DVD 2 da Galinha Pintadinha!!!!) e do frutinho lindo que está na pança que a gente ainda não sabe o nome, mas que a tia de coração ama de paixão, que escreve no blog delicioso Chama a Mamãe!!



Querido Papai Noel,

Quero dizer que estou muito feliz pelas conquistas deste ano, a maternidade tem me ajudado a ser uma pessoa melhor. Este ano pude ver meu frutinho crescer com bastante saúde, presenciei os primeiros passos, o primeiro dente, as primeiras palavras. Confesso que nesse ultimo item fiquei um pouco angustiada, pois só este mês prestes a completar dois aninhos que ela falou mamãe, mas tudo bem, foi o mamãe mais lindo que já ouvi e a palavra mais suave aos meus ouvidos. Também pude presenciar os primeiras birras, esses momentos me deixaram extremamente nervosa e frustrada, e algumas vezes por querer acertar acabei errando, usei muitas vezes força física para tentar controlar a situação e isso acabou comigo! Mas hoje posso dizer que já estou conseguindo lidar melhor com esses ataques, muito embora hoje eles estejam mais frequentes e mais intensos. Outra coisa que mudou bastante foi o relacionamento com as outras pessoas, principalmente com a sogra e com os avós de um modo geral, hoje eu me sinto mais segura e eles passaram a me respeitar mais e consequentemente essa segurança a Elô também teve e passou a ficar melhor na escola, longe da minha presença.

No casamento tivemos altos e baixos, mas tudo serviu para nosso crescimento e amadurecimento, hoje o papai participa muito mais de tudo e ajuda bastante. E por ultimo e não menos importante, o que mais me surpreendeu este ano foi que eu me superei, fiz coisas que nunca imaginaria que seria possível:

No ano anterior, quando Eloise ainda era um bebezinho e eu estava de licença maternidade, não me imaginava trabalhando e a deixando com outra pessoa, mas superei isso, voltei a trabalhar e ela fica na escolinha, não foi fácil, mas superamos e hoje ela adora a escola.

Não me imaginava fazendo outra coisa a não ser trabalhar e voltar pra casa pra ficar com ela, não me permitia ter outra atividade, mas superamos isso, e este ano voltei a fazer parte do ministério de louvor da igreja.
Não me imaginava sem empregada, dispensamos a empregada e hoje o papai ajuda a mamãe nas tarefas de casa.

Sai mais vezes sozinha com o papai, como marido e mulher.
Não me imaginava com outro bebê, sempre foi meu sonho ter muitos filhos, mas durante o ano, diante as primeiras birras, cheguei a pensar em não ter mais filhos, mas as alegrias que um filho lhe dá superam as dificuldades que a gente encontra, hoje a mamãe está esperando mais um bebezinho. Glória a Deus por isso!

Bom, o que mais posso pedir?! Apenas saúde, para cuidar da minha família e saúde para as pessoas que eu amo, para vivermos dias de alegria!!!E que esse novo frutinho venha com muitaaaaaaaa saúde!

Mamãe amiga Cami, princesa Elo e frutinho na pança!!!!


Deixei a cartinha da Cami para hoje porque é aniversário da minha princesa Elo!!! Desejamos todas as bênçãos de Deus sobre a vida da Elo, que ela seja sempre guiada pelos papais dela nos caminhos do Senhor, que tenha toda a sorte de bênçãos!

Ainda temos mais dois dias de cartas ... se você quiser escrever para o Papai Noel Mon Maternité, basta enviar um email para monmaternite@monmaternite.com OU maternite@live.com.

1 comentários :

Carta ao Papai Noel Mon Maternité XIII

Passado o Natal, agora é visualizar que o “ano novo” está próximo. Há quem entenda que isso seja o “agora ou nunca”, ou seja, se você fez amém, se não fez ... amém também. É hora de começar a procurar uma calcinha colorida com a superstição que mais se agrada e rumo aos EU VOU para o próximo ano. Não seria mais legal a gente querer começar a mudar hoje?

O Natal já passou mas graças a Deus foram muitas as mamães que aceitaram meu convite e, outras, por uma felicidade enoooorme, desejaram escrever uma cartinha para o Papai Noel Mon Maternité. Hoje, iremos abrir a cartinha da Vanessa, a mamãe do príncipe Victor!


Querido Noel...

Olá Bom Velhinho... Meu nome é Vanessa, e agora vou te contar minha história neste ano de 2011... No dia 10 de janeiro após um exame de sangue, solicitado pelo meu Dr.,
pois passei uma semana com um mal estar terrível... tive a ótima notícia de uma gravidez de 11 semanas... o susto foi enorme... quase duas horas chorando, não por tristeza, o senhor sabe neh, mas por não estar programado, até então pois uma semana antes de descobrir, tinha me matriculado na faculdade... o tão programado sonho teria que ser adiado "mas não foi... consegui terminar o primeiro semestre normalmente"...  o susto passou após o papai do bebê me acalmar, pois ele ficou logo de imediato muitooo feliz... era um sonho realizado naquele momento em sua cabeça.
e então os avisos para a família... ligar para vovó, bisavós, tias, tios, primos, amigos, e todos que sempre nos querem bem...

Então logo ao decorrer dos dias vieram muitoooos enjoos, muito apetite, e tudo que uma mamães tem direito, pré natal perfeito até chegar as 31 semanas e a péssima notícia...
estava com pré-eclampsia "pressão alta-altissima"... e então repouso total, os medos então apareceram, cada dia era mais um dia que meu bebê se desenvolvia bem, mas
ficar só na cama não estava sendo fácil, mas ocorreu tudo bem, e com 37 semanas o Victor nasceu, em uma cesária perfeita, com recuperação ótima de nós dois,
e o amor nasceu naquele dia 30/07/2011... o dia mais feliz de minha vida... após o primeiro choro... tudo brilhou.

Agora estou cada dia mais apaixonada pelo meu pimpolho, ele é muito fofo, dorme no berço desde os 3 meses, que foi quando nos mudamos para nossa casinha, onde agora
podemos viver nossa vida como mamãe, papai e filhinho, isso está sendo muitooo bom, temos agora nossa família, estamos curtindo cada momento único em nossas vidas...
E neste mês de Natal nosso pequeno começou a comer frutinhas (maça, banana " a fruta que ele mais adora" e mamão), suquinho de laranja, e cházinho... viu estamos nos comportando direitinho, muito saudavel.

Agora estamos esperando sua visita, venha nos visitar Querido Papai Noel, vai gostar muito da nossa casinha, do quartinho do nosso pequeno, do nosso cantinho.


Um grande Abraço e um Feliz Natal.

Mamãe Vanessa e o príncipe Victor!!

O presente “maternidade”, na vida de uma mulher, sem dúvida é o maior de todos! Ganhar de presente um amor eterno, quer coisa mais prazerosa e deliciosa do que isso!?

Ainda não acabamos nossas cartinhas! Prometo que a cartinha de amanhã será tão especial quanto as demais que já foram abertas por aqui!

Ah, tenho uma pequena novidade! Agora o Mon Maternité tem seu próprio perfil na rede social Facebook! Gostaria de convidar a todos que tenham conta na rede para sermos amigos! Basta acessar o nosso perfil e pedir a solicitação de amizade!

1 comentários :

Carta ao Papai Noel Mon Maternité XII

Por que será que existe uma certa loucura nas pessoas com esse tal de “ano novo”?!?! Ao mesmo tempo em que há um sentimento de esperança de que coisas melhores virão e que será realmente tudo novo, há também uma sensação de medo de que tudo possa acabar assim que os ponteiros dos relógios marcarem meia noite. Prefiro pensar que será um novo ano, um ano novo!

Na maternidade também desejamos que hajam sempre coisas novas e estas, sejam sempre maravilhosas. A cada nova cartinha, essa certeza fica mais evidente! Hoje, a cartinha é da Cris, mamãe de dois príncipes, o Paulo e o Miguel e é uma das administradoras do grupo De mãe pra mãe no Facebook.



Queridíssimo Papai Noel...

Neste ano que se vai, me comportei muito bem, foi aniversário de 9 anos do meu grande príncipe Paulo, e 1 ano e 6 meses do meu pequeno príncipe Miguel, nossa como voa o tempo neh, neste ano Miguel aprendeu a andar, já fala várias coisas mas o que mais gosta é chamar o irmão, estamos empenhados em retirar  a  fralda, agora, nossa próxima meta, usar o peniquinho, Paulo aprendeu multiplicação na escola,l eu 12 livros,( que orgulho) e agora joga futebol de campo, o sonho dele é ser famoso e independente pra poder fazer um topete igual o do Neymar ( pq o pai dele não deixa haha),foi uma emoção atrás da outra, mas acho que me sai bem, tenho dois príncipes maravilhosos q estão em fases diferentes, mas que me enchem de alegria a cada aprendizado ,cada um com seu jeitinho, quero que o próximo ano seja melhor que este, que venham novas conquistas ,e que venham as pedras também pq com elas estou construindo meu lindo castelo, só tenho que agradecer pela família linda que Deus me deu,não queria que fosse diferente, meu mundo azul me enche de paz e amor,c om ctz fui abençoada, desejo corresponder a eles tudo de bom q me proporcionam, cada sorriso,c ada gesto, cada aprendizado, amo amo amo!!!
Marcella querida, obrigada pelo convite, que Deus  abençoe a vc e sua familia. muito muito obrigada.

Com carinho Cris Alvim

Rainha Cris e seus dois príncipes!


Como é deliciosa essa tal ... maternidade! Não importa a nossa idade, nem a idade dos frutinhos, as novidades, as certezas e incertezas, os medos e bênçãos fazem sempre parte do pacote!

O ano está pertinho do final e, as cartinhas também! Puxa, já estou ficando com saudades de tantas visitas ...

2 comentários :

Carta ao Papai Noel Mon Maternité XI

Recuperados do Natal? Muitos presentes? Nem questionarei a comilança porque, isso é sacanagem! Mas e os frutinhos ... muita diversão e sonhos realizados? Aqui, graças  Deus tudo na mais perfeita maravilha.

Mas agora a contagem regressiva é para o Revellion, e com ele, mais festas, alguns presentes e maaaais comida! Essa semana é jejum total e nada de peso na consciência!

Mas as cartinhas para o Papai Noel Mon Maternité ainda não pararam de chegar e hoje vamos abrir mais uma! A querida amiga Janaína (a Janna) mamãe do lindíssimo príncipe Lucas que escreve no blog Nossa Vida! escreveu com todo carinho e sensibilidade. 



A convite do blog Mon Maternité encaminho ao Papai Noel minha cartinha:

O ano que chega ao fim foi um ano especial, mas difícil. Talvez não mais especial do que o ano de 2009, nem mais difícil que o de 2010.

O ano de 2011 foi cheio de novas experiências, principalmente em relação à maternidade.

Desde que o Lucas nasceu cuidei dele em tempo integral. Deixei de trabalhar e fiquei em casa só cuidando dele. Mas resolvi que neste ano ele iria pra escolinha e o fiz. Em fevereiro ele começou a passar 4 horas do seu dia longe de mim. Foi difícil, mas muito importante.

Apenas 2 meses depois tive que coloca-lo em tempo integral na escola, pois surgiu mais um desafio: voltar a trabalhar. Nunca imaginei na minha vida ficar sem trabalhar, mas, desde a maternidade eu não me imaginava longe de casa e deixando meu filho aos cuidados de outras pessoas.

Mesmo assim foi ótima a minha escolha de sair de casa. Me redescobri como profissional, como mulher e me tornei uma mãe melhor.

Neste ano o Lucas deixou de ser um bebezico para se tornar um menino grande, que obedece todas as pessoas como ele mesmo diz. Ta, tudo bem, ele não obedece tanto assim, mas já sabe o sentido da palavra. Meu pequeno largou as fraldas, a chupeta e disse que vai entregar a dedeira pro Papai Noel pra ganhar presente!
Na sua independência o filhote já escolhe o que quer vestir, comer e às vezes me deixa louca da vida com sua personalidade forte e decidida!

Hoje meu filho já tem amigos prediletos e conta histórias verídicas (outras nem tanto) a sobre o seu dia na escola. Solta tantas pérolas que tudo o que queria era ter uma câmera escondida gravando tudinho o que fala durante todo o dia. E como fala!!! Fala até dormindo!

Tão sensível que é, chora vendo “O Rei Leão” e até quando eu choro. Fala que vai cuidar de mim e que sou linda. Me faz carinho de graça, solta o sorriso mais espontâneo, lindo.

Como disse, o trabalho me tornou uma mãe melhor. Hoje brinco sem me preocupar com coisas banais, me entrego mais aos momentos que tenho com ele, pois sei que são poucos mas são os melhores. Faço questão de cuidar, de dar banho, fazer comidinhas que ele gosta e cheirar, beijar, amassar...

Então Papai Noel, não tenho muito o que pedir pro próximo ano, a não ser que tudo continue do mesmo jeito que está, com meu filho crescendo lindo, esperto e saudável. Que o senhor me dê de presente saúde e força para continuar o meu trabalho mais preferido de todos: maternar...

Janna Souto

Janna querida e seu príncipe Lucas!!



A maternidade é benção de Deus. Um presente que nem sempre é nos dado no Natal, mas é tão maravilhoso quanto os pedidos de presentes que nossos frutinhos nos pedem hoje. Por eles, somos capazes de loucuras que vão pular de bungee jump ou largamos tudo e todos para nos dedicarmos exclusivamente aquele pequeno ser que está a tão pouquinho tempo, mas é capaz de tudo.

Agora ... faltam poucos dias para que 2012 chegue! Vamos espera-lo de braços abertos e lendo todos os dias uma nova cartinha cheia de amor!  

2 comentários :

Carta ao Papai Noel Mon Maternité X

HO! HO! HO! Feliz Natal! Nossa, nem acredito que o Natal já chegou! Casa toda decorada, ceia devidamente preparada e muita ansiedade pela espera do “Papai Noel”, embora saibamos que essa história de Papai Noel é tuuudo mentira e que nossos frutinhos também não se importam se o bom velhinho existe ou não, eles querem são os prometidos e sonhados presentes. 

Hoje a cartinha será de uma mamãe bem querida, que tem um blog todo querido e que, na verdade, busca uma melhoria diária. Hoje, a cartinha é da Marcella, mamãe da princesa Sophia e que escreve no blog Mon Maternité. OPA ... sou eu!


Papai Noel

O ano de 2011 para mim foi um ano de muito , mas muito, mas muito aprendizado. Aprendi coisas boas, não tão boas, péssimas e maravilhosas. Acho que de todos os anos da minha vida, esse foi um dos que mais derramei lágrimas. Algumas de sofrimento mas depois vieram muitas de alegria!

Este ano Sophia se desenvolveu como em nenhum outro ano. Aprendeu a andar, falar, comer e tornou-se independente, hoje ela é uma mocinha que usa calcinha. Ela na verdade pouco andou, corre demais. Demorou demais para falar uma palavra – quando digo falar é soltar sua linda vozinha e pronunciar todas (ou a maioria) das letras de formam uma palavra, mas também quando começou, não parou mais e a cada dia melhora e aumenta seu vocabulário. Comer, isso ela tenta fazer sozinha desde as primeiras alimentações solidas, mas preciso abrir meu coração que ela anda apresentando alguns comportamentos semelhantes aos meus “Isso eu não gosto”; “Isso eu não quero”, mas sempre solicita um delicioso prato de arroz com feijão no almoço e se possível na janta.

O desfralde foi um caso a parte, tentamos assim que Sophia completou dois anos mais foi um fiasco. Após sete/oito meses, sem a menor pretensão, Sophia  demonstrou o interesse e, em questão de dias estava são fraldas. Bastou algumas semanas para o desfralde noturno também ser realizado e hoje tenho uma menininha bem mocinha dormindo comigo.

Nesse ano também houve uma grandiosa vitória, eu e o Ramon finalmente formamos uma família. Em três de março nos casamos apenas no civil, mas agora, perante aos homens somos marido e mulher. Mas mesmo com essa vitória tão grande, dias difíceis viriam. Para darmos entrada na papelada já foi um aperto, não tínhamos o valor de R$180,00 para pagar o cartório e depois para comprar as alianças. Minha mãe deu a dela para mim. Não foi fácil. Depois vieram as situações em que a luz ficava atrasada, depois telefone celular, fiquei sem plano de saúde e um dia, ficamos sem dinheiro para comprar leite para Sophia. E o triste é que sabíamos que existiam pessoas que ousavam dizer que vivíamos uma vida de ostentação e luxos.

No final do ano passado o Ramon montou um estúdio de ensaio de música que nos levou a uma falência. Tudo o que tínhamos foi para o negócio que, por imaturidade e inexperiência da vida nos consumiu em energia, força e dinheiro. O estúdio fechou. Mas Deus nos ensinou muitas coisas que hoje não vemos com olhos de tristeza tudo o que houve.

No final de outubro, graças a Deus as coisas deram uma grande guinada nas nossas vidas e recebemos um dinheiro que estava há sete/oito meses emperrado. Hoje podemos respirar aliviados e, com muita sabedoria, estamos fazendo e refazendo a vida.

Meus pais estão num processe de divórcio e, há quase três meses minha mãe e irmã estão morando conosco. Não foi fácil e, chegando essa época de final de ano tudo parece ficar pior. Mas temos uma fé tão grande que confiamos Nele e sabemos que Ele tem cuidado de todas as coisas.

Mas houveram momentos maravilhosos, e um deles e, para a minha vida foi extremamente importante, foi a criação do meu blog, o Mon Maternité. Como ele foi importante e maravilhoso na minha vida! Tudo começou tão inocente e amador, hoje já vislumbro um futuro maravilhoso para meu pequeno filho. Nesse mundo virtual fiz amigas reais, recebi carinho e afeto e não vivo mais sem a blogosfera! Como é delicioso estar nesse mundo virtual, compartilhando, aprendendo e ensinando a benção da maternidade.

Esse Natal com certeza foi muito abençoado. Quando eu me desesperava e achava que estava errando, eu pedia a Deus um sinal de que as coisas estavam caminhando. Não vou mentir, acho que fiz muita coisa certa neste ano! Meu Natal veio cheio de presentes ... acho que o primeiro em toda a minha vida que ganhei tudo o que pedi (inclusive alguns que estavam em sonhos distantes se tornaram realidade – mas isso ficará para um outro post!).

É claro que escrever uma carta para o Papai Noel nada mais é do que relembrar os tempos de criança em que criamos que só ele poderia nos presentear. Hoje, sabemos que além de não existir Papai Noel, o único que pode nos presentear é nosso Senhor Jesus. Por isso, venho através desta carta, como forma de oração, agradecer Senhor pelo ano de 2011. Agradecer pela vida e pela saúde que nunca me faltou; Agradecer pela força que me deu para suportar e ser suporte para tantos momentos. Tenho certeza que o Senhor me sustentou a cada lágrima derramada, a cada banho de luz apagada em que o desespero vinha e eu pedia o Teu socorro.

Obrigada por cuidar dos meus sonhos mais materiais, realmente é preciso descrever com perfeição e exatidão aquilo que queremos, eu pedi e veio tudo certinho. Obrigada! Agradeço pela vida da minha filha, que é eu bem mais precioso. Obrigada pelo encontro que o Senhor teve com o meu marido e o transformou de tal maneira que tornou-se um novo homem, um novo marido, pai, filho, irmão, neto, genro, cunhado ....

Peço que o Senhor me de cada dia mais sede de Ti e fome da Tua palavra. Tendo isso, eu consigo vencer o mundo!

Que 2012 seja benção, mas, se posso pedir uma coisinha .... quero muuuuito fazer minha faculdade na metade do ano! É psicologia e pode ser na Universidade Positivo ou Tuiuti, mas no final do ano eu tento Federal, vai que o Senhor me ache muito digna e eu passe lá!

Obrigada pelo ano. Que o Senhor continue nos abençoado e aqueles que lerem essa oração, visita o coração deles e encha-os da tua paz e amor.

Marcella Stelle




Chorei! Não é fácil relembrar, reviver, desabafar e se desnudar para Deus. Sabendo que alguém pode estar lendo, nos sentimos feios, sujos ... mas se faz necessário. É sinal de que nos tornamos livres e limpos, prontos para começar um ano cheio de coisas maravilhosas.

As cartinhas ainda não terminaram e amanhã, 25/12, o grande dia do Natal não teremos cartinha, vamos ficar em família e aproveitar a festa, mas segunda-feira, estaremos com força total, rumo à última semana do ano!


7 comentários :

Carta ao Papai Noel Mon Maternité IX



Eu nem acredito que faltam pouquinhos dias para o Natal! Férias, verão ... isso é Natal! Nossa casa está devidamente decorada para a ocasião, embora não haja nenhuma comemoração por aqui. A bisavó paterna da Sophia faz aniversário dia 25, então desde que engravidei, começamos a passar o Natal junto com a família do Ramon. Engraçado como as famílias tem maneiras diferentes de celebrar o mesmo evento.

Com a família do papai, temos amigo secreto, um jeito de todos ganharem presentes sem gastar muito dinheiro, a casa é bem decorada e a ceia é feita a bem próximo a meia noite. Na minha família, como já falei AQUI é bem simples, confesso que nem parece noite de Natal, há quem nem se “arrume”... eu prefiro as festas de novelas e filmes ... ainda sonho com tal festa! Quem sabe daqui alguns anos eu não promova essa noite mágica!

Por aqui não temos férias, as cartinhas chegam todos os dias e não param de nos emocionar. Hoje, abriremos a cartinha de uma mamãe virtual que se tornou real na minha vida! Patrícia (a minha Paty Maionese) mamãe da princesa Ana Luiza (a floquinho de neve Analu) que escreve no blog Profissão Mamãe!



Querido Papai Noel,

Não sei se o senhor se lembra de mim, faz tempo que não escrevo uma
cartinha. Para não ter erro, acho que é melhor refrescar sua memória
de bom velhinho, né? Meu nome é Patrícia e a última vez que escrevi
para o senhor, devia ter uns 7 anos, sempre morei em Curitiba, sempre
fui loira (agora mais do que na infância porque andei fazendo luzes) e
nunca fui muito alta. Geralmente pedia uma Barbie de presente de Natal
e quando não era Barbie eram acessórios para casa dela. Lembrou?
Pois então, eu cresci, casei e adotei 2 gatos. E quando completei 2
anos de casada, marido e eu decidimos que era hora de começar a pensar
em filhos. Nem precisamos pensar muito porque no mês seguinte eu já
estava grávida e em janeiro desse ano, nossa Ana Luiza nasceu.

Foi assim que eu me tornei mãe. E desde então estou aprendendo
diariamente a ser uma mãe melhor para minha filha. Talvez, até chegar
aos 100 anos, eu consiga atingir a perfeição, mas até lá ainda tem muito chão e vou passar por muitas dificuldades que serão sempre
compensadas com sorrisos, risadas e conquistas da pequena.

A vida de mãe é assim, sempre tem o lado chato e o lado compensador e
o melhor de tudo é que o lado compensador sempre ganha quando é
colocado na balança, quer ver os exemplos?

- Na gravidez engordei uns 20kg mais ou menos e mesmo tendo voltado ao
peso normal, meu corpo nunca mais vai ser como antes. Para compensar
toda a despencada estética, eu tive uma filha linda e esperta que
chama atenção de todo mundo com suas gracinhas, nessas horas meu ego
infla e eu morro de orgulho por ela ter saído de dentro de mim.

- Desde o começo, eu fiquei e (ainda fico) horas e horas sem dormir e
só massa corrida dá conta de esconder minhas olheiras. Por outro lado,
mesmo estando constantemente cansada, não consigo deixar de sorrir
quando entro no quarto e dentro do berço tem uma pequena me olhando
com carinha de sono e pedindo para vir no meu colo.

- Nunca mais tive um tempo livre só pra mim, mas tenho todos os dias a
companhia de uma criaturinha muito divertida e carinhosa.

- Vivo em constante medo. Medo da violência do mundo, medo de dar a
educação errada e medo de não conseguir ser a mãe que ela merece. Mas
é também por causa dela, que desde janeiro eu sou mais feliz, tenho um
motivo a mais para viver e agradeço cada dia por ele simplesmente ter
acontecido.

Papai Noel, o que eu quero de presente é muita serenidade, energia,
paciência e sabedoria para conseguir enfrentar melhor os momentos
estressantes e aproveitar mais ainda a parte boa da maternidade. Que
em 2012 eu consiga, ser mais forte que a tpm e que a preguiça.

Para Ana Luiza, peço um pouquinho de obediência. (entender e acatar o
"não" já está de bom tamanho).

Quero pedir também muita saúde para minha família e muito amor entre nós.
E já que eu to fazendo a listinha e não custa nada pedir, o senhor bem
que poderia me dar uma barriga menos mole e me fazer perder uns quilos
extras, né? Ah, uma conta bancária gorda também não seria nada mal...

Mas presta atenção, hein Papai Noel? A mãe é magra, a conta é gorda!
Não vai trocar as bolas, senão vou até o Polo Norte, a Lapônia (ou
onde quer que o senhor more) só pra acertar minhas contas, estamos
conversados?

Com amor,
Paty

Patrícia *Paty Maionese* e sua princesa Ana Luiza *Analu*!!!
Já é beeem velhinha, mas aqui está a foto do encontro das blogueiras e suas inspirações!


Não sei vocês, mas a cada cartinha, cada desabafo, cada história, eu tenho certeza que tenho muuuito para aprender sobre o “ser mãe”! Tenho certeza também que não sou a única a passar por momentos de desespero mas também somos recompensadas por muito e maravilhosos momentos de felicidade e realização nunca antes vivido, afinal, são sensações que só existem quando se é mãe, quando existe um ser tão pequeno e frágil que depende de você!

E se vocês acham que só porque o Natal chegou as cartas acabaram .... estão redondamente erradas! As cartas estão vindo a todo vapor! Se você também quer enviar sua cartinha para o Papai Noel Mon Maternité .... mande um email para monmaternite@monmaternite.com OU maternite@live.com!

3 comentários :

Copyright © 2013 Mamãe de Salto - Layout Personalizado por Giselle Carvalho