Eu tinha um vício!

E eu tinha um vício ... eu roía unha! Sim, é horrível, é nojento e muito vergonhoso, mas eu tinha esse vício feioso!

Tudo começou quando eu tinha uns dois/três anos e meu pai precisou trabalhar em outra cidade e fiquei algum tempo sem vê-lo. Minha mãe disse que quando comecei a sentir falta do meu pai, eu comecei a roer a unha. Daquele dia em diante, nunca mais parei.

Roía unha, mordia os cantinhos do dedo ... chegava a sangrar horrores, mas isso não me impedia de continuar. Já cheguei a colocar band-aid em quase todos os dedos de uma mão.

No dia do meu casamento, além de não querer tirar nenhuma foto em virtude do excesso de peso, eu não conseguia olhar minha mão! Todos os dedos estavam horríveis, as unhas todas roídas, para não falar daqueles que ou estavam feridos ou já estava em processo de cicatrização!

A partir daquele momento eu sabia que era preciso dar um basta naquele vício muito feio. Mas eu era fraca e não aguentava ficar mais que alguns dias sem colocar os dedos na boca e tirar algum pedaço da unha!

Até que comecei a notar que Sophia estava levando as mãozinhas na boca e tentar morder as unhas. No começo, juro que não liguei uma coisa a outra, até que alguém comentou que ela estava tentando roer as unhas. PUTZ, que vergonha! Foi horrível! Foi um dos momento mais ruins da minha vida. Eu estava ensinado minha filha uma coisa da qual me envergonhava. Então decidi que precisava mudar.

Assim como qualquer álcool, droga ou sei lá o que, roer unha é um vício e que precisa de cuidados no tratamento. Até porque minha mãe já havia tentado passar pimenta, esmaltes com gosto ruim e nada! Bater ou me colocar de castigo era besteira, afinal de contas eu iria ficar com mais vontade de roer as unhas!

Pois bem, no início do ano eu acompanhei minha mãe ao salão e pedi para fazer as unhas, ela deixou e pagou! Na semana seguinte fiz novamente e assim comecei a fazer as unhas semanalmente. Coincidentemente  conheci através das queridas Andréia Sales e Chris Ferreira a Blogagem Coletiva semanal da Fernanda Reali, onde o tema sempre é esmalte e alguma outra coisa muito legal. Foi assim que comecei a entrar no mundo das esmaltólogas, e comecei a usar e ousar cada vez mais.

Por isso, além de expor minha história que mistura vergonha e superação, queria aproveitar a oportunidade para agradecer a essas três mulheres que, sem saber, mudaram a minha vida! Pode parecer tão pequeno, tão bobo, mas sem você, tenho certeza que estaria até hoje roendo as unhas e sentindo vergonha por isso! Andréia, Chris e Fernanda, Muito obrigada!

Para completar o post, quero aproveitar e dar uma sugestão para aquelas que querem ousar na próxima ida a manicure! Já conhecem a coleção Espelho, Espelho meu da Colorama?!? Recomendo!




Comprei quase toda a coleção, faltou apenas a cor doce loucura, que não encontrei em nenhum lugar! Todas as cores são intensas e os nomes tem relação com os contos de fadas.




Conto de Fadas: rosa delicado;
Doce Loucura: rosa claro;

Desfecho: uva acinzentado;

Eterno: tom ameixa intenso;

Beijo Roubado: vinho aberto;

Plano Perfeito: cinza com toque de lilás;

Hipnose: prata;

Poção Mágica: glitter em tons de azul, dourado e prata.

Na semana passada, usei o Eterno e ele foi o tema da minha blogagem coletiva Esmaltes e Pele! Clique AQUI e (re)veja.

Esmalte da semana passada, Eterno, Colorama!

Espero que tenham gostado das dicas. E, se você for como eu, roedora de unha, uma ótima forma de parar com esse vício é começar a fazer as unhas, usando e ousando nas cores, e vendo ela crescer e ficar linda com uma roupa, vai estimular e ajudar a nunca mais desejar colocar os dedos na boca! 


*** Depois que postei e divulguei esse post, conheci um blog muito querido com dicas de como parar de roer unha, indicação da Fernanda Reali! Por isso, indico que cliquem AQUI e conheçam o blog da Cissa Branco!


AH ... queria convidá-las para lerem meu post de hoje no Recanto das Mamães Blogueiras! Hoje falo sobre a escolha da escola! Clique AQUI e comente, sua opinião é muito importante para nós! 


13 comentários :

  1. Que bom que vencemos esse vício né amiga?! Mas eu tenho muito que te agradecer, ver suas unhas lindas e coloridas me incentivaram a deixá-las lindas também!


    Beijos, Má

    ResponderExcluir
  2. Que bom que conseguiu parar! Depois que parei que notei como era horrível!


    beijos, Má

    ResponderExcluir
  3. Sabe que não ... ninguém rói na família! Minha mãe diz que meu pai precisou trabalhar em outra cidade e no dia que ele se mudou eu comecei a roer unha!
    Com menino é mais difícil mesmo, não dá para esmaltar ou colocar unha de porcelana! Vamos orar para ele parar né?!


    Beijos, Má

    ResponderExcluir
  4. Que tal fazer as unhas hoje e desejar ousar com um esmalte escuro ou colorido, nada de branquinho ou rosa claro! Quando se ver de unhas curtas e uma cor linda, tenho certeza que desejará que as unhas cresçam para ousar cada dia mais! #ficaadica!


    Beijos, Má

    ResponderExcluir
  5. Acho que oração também não resolve. Quem sabe algum amiguinho de infância roinha a unha? A criança até pode chupar o dedo por si, pois a sucção é algo ligado à suprir uma carência afetiva do aconchego da hora de mamar. Assim como os adultos comem por que estão ansiosos. Mas roer unha não vem do nada! Até é ligado ao gesto de fragilidade, o que não é correto pelos leigos.
    Meu filho começou a roer a unha muito pequeno e eu sempre tive as unhas impecáveis. Isso quer dizer, eu não influenciei

    ResponderExcluir
  6. nossa Má....que coisa isso de roer unha até sangrar....viu ...ainda bem que vc superou isso....e como eu disse somos espelhos e gravadores para nossos pequenos.....bjus

    ResponderExcluir
  7. Que depoimento bacana, ameeei! Aproveita e poe o link da Cissa Branco aqui no teu blog, depois envia teu link para ela inserir no post dela, assim as leitoras de cada uam vão conhecer as outras, numa corrente do bem!  Roer unha é ruim mesmo, nunca roí, mas acompanhei de pertinho o drama da minha prima.

    http://www.integrareeditora.com.br/livro.asp?id=105

    ResponderExcluir
  8. Eu não tenho esse problema, mas lembro que quando era criança tinha várias amigas que roíam unhas. E eu queria roer também, mas nunca consegui (ainda bem, né?)
    Mas conheço amigas que tem esse vício e sei o quanto é difícil superar.
    Minha cunhada fez uma participação em meu blog contando o caso dela e dando dicas de produtos que ajudam a controlar o vício.
    Se quiser dar uma olhada, está aqui o link:
    http://choses-de-fille.blogspot.com.br/2011/04/unhas-roidas.html

    Acho legal essa iniciativa da Fernanda na blogagem coletiva!! Podemos trocar dicas e aprender um pouco com cada uma estou adorando!

    E parabéns por superar o vicio. Afinal suas unhas são lindas!

    Bjos
    Paty
    www.choses-de-fille.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Querida fiquei super emocionada em saber que contribui de alguma forma para você parar com essa mania feia de roer as unhas rsrsrs Eu vi a BC no blog da Chris e resolvi participar pois estava ficando desleixada, com essa correria de primeiro filho, não estava conseguindo organizar meu tempo pra cuidar de mim, então foi uma ótima oportunidade pra andar com as unhas em dia. E sem falar que amo participar.
    Bjks e nos encontramos lá no sábado.

    ResponderExcluir
  10. Oi! Sou do time das viciadas em roer unha e arrancar cuticula com o dente até sangrar e ficar com os dedos doloridos por 1 semana...no meu casamento coloquei unha. Preciso de um incentivo e vou tentar a técnica da unha semanal...quem sabe consigo! 

    ResponderExcluir
  11. Roer unhas é gesto de repetição! Certamente alguém roia a unha perto de você, para você aprender! Meu filho também rói a unha até sangrar. Terapia não resolve, só hipnose. Ele não quer fazer. Estou tentando yoga...

    ResponderExcluir
  12. Eu também roía..mas nunca mais rsrsrs, quando cresci isso foi desaparecendo . Beijocas

    ResponderExcluir
  13. Oi Marcella, eu também roía unha e parei várias vezes. Uma delas foi quando a Ana Luiza começou, bem novinha, a roer também e por imitação a mim. Com a Blogagem Coletiva eu não roí mais e fiquei muito interessada em conhecer os esmaltes, as novidaes. Agora não fico sem fazer as unhas. Que bom que eu te inspirei. Adorei essa sugestão da coleção da Colorama.

    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Copyright © 2013 Mamãe de Salto - Layout Personalizado por Giselle Carvalho