Das coisas que aprendi errando!

“Errar é humano” ou ainda “É errando que se aprende”. Você já ouviu alguma dessas frases depois de fazer AQUELA besteira?!? EU já ... e confesso que algumas vezes, até porque, a gente costuma a falar esse tipo de ditado para nós mesmas na tentativa –frustrada– de diminuir o tamanho do erro.

Quando decidi criar o blog, pensei milhares de vezes no real motivo que me levaria a vir publicamente, expor minha vida e da minha família. Em momento algum pensei em virar celebridade, ser a que sabe o que é certo e errado, longe disso, queria apenas poder compartilhar um pouco daquilo que vivi –e vivo– para que se alguém estivesse passando por alguma coisa semelhante pudesse ver na minha história uma luz no fim do túnel.

Graças a Deus tive o privilégio de receber alguns e-mails de mulheres que se sentiram acolhidas pelos meus textos e que encontraram neles aquela #dicadodia! Isso me faz desejar continuar semeando aquilo que plantei há tempos, um blog que Compartilha, Aprende e Ensina a Benção da Maternidade!

Eis que tenho vivido momentos muito, muito, muito mais muito difíceis. Sabe quando você olha para a circunstancia e chega a pensar “Não é possível, eu cuspi na cruz”?!? ... eu só posso pensar que eu fiz a cruz, a coroa, segurei os pregos, levei o martelo e ainda ajudei a levantar a cruz, porque olha, não é nenhum pouco fácil!

Ontem aconteceu algo muitíssimo desagradável na minha vida que me fez parar e pensar o por que tenho vivido tantos momentos difíceis! E lembrei que tudo começou quando eu comecei a achar que eu já era adulta o suficiente para tomar as decisões da minha vida.

Pensei também quantas vezes eu fiz besteira, magoando meus pais e minha mãe dizia “Quando você for mãe você vai entender o que eu estou sentindo. Eu não sou perfeita, mas já quebrei muito a cara porque achava que minha mãe também estava errada quando falava/fazia algo que EU não gostava, mas os anos me ensinaram que ela estava certa e eu fiz com você e você também achou que eu estava errada. Quando você tiver filhos verá que eu realmente estava certa”. Porque será que dizem que “praga de mãe pega”?!?! É bem assim mesmo!

Dizer que eu queria ter engravidado, é mentira! Dizer que foi um erro, não sei, mas posso dizer que está me fazendo colher algumas coisas bem antes do tempo! Eu adiantei aquilo que não estava nenhum pouco pronta para suportar. Eu pensava em ser mochileira, curtir a vida, ir para outro país (até curso de manicure estava planejando fazer para ganhar dinheiro lá fora)! Eu não queria chegar aos vinte e cinco anos trabalhando com minha mãe, casada, mãe, tendo que chegar em casa lavar, passar, cuidar de filho e marido e me virar em cinquenta milhões para saber cuidar de finanças! Eu não estava pronta e estou tendo que aprender com as dificuldades.

Nossa ... tô perdida, tô sem rumo, tô sem chão!

Eu queria poder tomar minhas próprias decisões, poder fazer aquilo que me faria feliz e aquilo que eu queria ... mas sabe quando você ainda não se sente preparada suficiente para tomar essa atitude!? POR QUE ... ai Jesus, por que?!?

Ando tão confusa, tão em dúvida se sou mais filha ou mais mãe! Já fiz muitas besteiras porque desrespeitei minha mãe me achando uma ótima mãe, conseguiram entender?!?

Ai ai ai ... o que eu faço!? Alguém me ajuuuuda!!!! Hoje uso meu cantinho para pedir a ajuda de vocês, o que fazer ... 

11 comentários :

  1. Carolina Damasceno16 de agosto de 2012 11:45

    Má todo mundo erra. Não é privilégio seu errar e ainda bem que aprende com os erros. Muito pior seria errar, não enxergar e continuar errando.
    Acalme-se e com a cabeça fresca conseguirá avistar soluções. Problemas todos temos e como temos, mas tendo fé e confiando no Pai a gente chega lá. Tudo no tempo d'Ele não se esqueça disso.
    Fica com Deus. Tudo se resolverá.

    beijos
    Carol

    ResponderExcluir
  2. Oi Marcella querida! Não fica assim não...todos nós passamos por momentos assim! Eu imagino a barra que vc está passando, mas tenha confiança, tenha segurança! Com certeza vc deve ser mais mãe do que filha, agora vc é adulta e tem a sua vida, a sua família que depende de vc. Temos que continuar honrando e respeitando nossos pais, mas nos desvincularmos pra formar a nossa própria família. Se sua mãe não entendeu isso ainda vc precisa fazer com que ela entenda. Vc que vai ter que tomar essa atitude, pq pelo jeito pra ela vai ser ótimo continuar controlando vc pra sempre. Corra trás dos seus sonhos, do que vc quer, e não dos sonhos da tua mãe. Lute pela sua filha e seu marido, eles que são sua familia agora. Tenho certeza que vc derá a votla por cima, pois com certeza nós aprendemos e amadurecemos com os erros! Bjos amiga!

    ResponderExcluir
  3. Oi querida, só de vc ter essa coragem de se abrir já é um passo super importante, um passo para começar a solucionar seus problemas...
    Errar é humano sim e errar de novo tb, pq não?
    O importante é reconhecer, fazer de novo, tentar e no fim acertar.
    E acredite, nada acontece por acaso em nossas vidas...
    Bjus, Genis

    ResponderExcluir
  4. Sabe que eu nunca me apeguei a esse negócio de "é errando que se aprende" sempre fui adpta do "ela é nova, um dia ela aprende" pq é bem isso mesmo, a gente só vai aprendendo com o tempo. E não adiante niguém falar, tem que vivenciar o erro pra ter certeza que tá errado.
    Então não fica assim não, se o erro já tá reconhecido, ótimo passo. Agora é parar, respirar e dá um tempo pra vc saber qual caminho vc quer seguir.
    Essa nova vida, tão diferente da que vc planejou, é meio sufocante mesmo, até pra quem fez tudo planejadinho (que tbm não foi o meu caso!)
    Aqui em casa eu me sinto super sufocada tbm, muitas vezes. E não posso deixar de dizer que minha mãe tbm me sufoca. #prontofalei
    Então pare e escolha seu caminho, se não deu pra fazer isso antes. Faça agora!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Obrigada querida pelas palavras de carinho!


    Acho que o vínculo, aquele cordão umbilical imaginário nosso com nossas mães é difícil de romper! Mas depois que saímos de casa e temos nossa própria família, se faz necessário romper!


    Beijos, Má

    ResponderExcluir
  6. Obrigada pelo carinho .... é muito bom saber que existem amigas dispostas a nos "ouvir"!


    Beijos, Má

    ResponderExcluir
  7. Ah amiga linda, sempre aparecendo nos momentos mais importantes! Tuas palavras foram importantíssimas ... é preciso assumir essa nova condição: tenho uma nova família que depende de mim né?!?!


    Beijos e saudades, Má

    ResponderExcluir
  8. Carol querida .... é difícil crescer né?!? Tão mais fácil ser só filha! Mas é confiando em Deus que a gente vai em frente!


    Beijos, Má

    ResponderExcluir
  9. Marcisiane Roberta Soares19 de agosto de 2012 16:20

    Realmente a vida supreende a gente. Qd pensamos que tudo está no caminho, a vida vira de cabeça para baixo. Mas um filho traz uma alegria que nada mais trará, pelo menos pra mim é assim. Meus problemas ficaram pequeninhos depois que o Matheus veio para mim. boa sorte para vc.
    Adorei seu blog e estou te seguindo, me segue de volta? http://matheusmeucoracao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Amiga, espero de coração que as coisas estejam melhores por aí.. Mas se não tiverem, você sabe que pode contar comigo, né?
    Estou aqui para o que der e vier. =)
    Beijooos
    Paty

    ResponderExcluir
  11. Será que existe uma receita que faça nossos filhos nos entenderem antes que cheguem a (pa)maternidade?!
    Nem sei o que te dizer...estou chegando hoje por aqui. Mas tenha certeza de uma coisa: tudo passa. E toda experiência é válida para nosso crescimento pessoal.
    Espero que as coisas estejam melhores.
    Um abraço,
    Gabi

    ResponderExcluir

Copyright © 2013 Mamãe de Salto - Layout Personalizado por Giselle Carvalho